Artigo

Houve em Paris um Padre que se tornou o símbolo da caridade para o mundo. Sua existência foi totalmente dedicada a socorrer os pobres e sofredores. Nasceu em Pouy, nos arredores da capital francesa, a 23 de abril de 1581, e recebeu na Pia Batismal o nome de Vicente de Paulo.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Na última semana, tive a alegria de iniciar o tríduo preparatório para a celebração dos 300 anos da licença concedida pela então Diocese do Rio de Janeiro para se construir a Matriz do Pilar, em São João del-Rei. Ao redor desta igreja, construída num tempo recorde de três anos, sem ainda os artísticos altares, cresceu a cidade, sendo ela, hoje, o marco histórico mais importante desta vetusta comuna mineira, de tão ricas tradições.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Todos somos cidadãos, seres políticos, enquanto eleitores num processo democrático pelo qual, livremente, escolhemos, por legítimo dever cívico, aqueles que vão nos representar na direção de nossas instâncias públicas. O que nos interessa como cristãos é olhar para Cristo, Rei do Universo, superior a qualquer outro reino ou ideologias, a fim de que, pessoalmente, tomemos a decisão correta.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Na Eucaristia, Jesus se dá a nós como alimento espiritual que nos sustenta na caminhada rumo ao céu, nos garante sua permanência dia a dia conosco e nos fortalece para viver suas palavras enquanto estamos na Terra tentando construir um mundo baseado na vivência do amor a Deus e no amor ao próximo. 
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
A Mãe Igreja nos convidou a celebrar no último domingo, no mundo inteiro, a gloriosa Assunção de Maria. Ao final de sua caminhada terrena, após cumprir plenamente a missão que o Pai lhe deu, ela é levada para o céu em corpo e alma, nos precedendo no caminho para a eternidade. Teve esse privilégio pelos méritos de Cristo; ela que fora preservada de todo pecado. 
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Celebramos, no último dia 25 de julho, o primeiro Dia Mundial dos Avós e dos Idosos, iniciativa do nosso amado Papa Francisco, que sempre está com o coração voltado para as pessoas que mais necessitam de atenção. No meio da dolorosa pandemia que assola o mundo há um ano e meio, o Sucessor de Pedro nos convida a contemplar as pessoas idosas, que tanto têm sofrido com a Covid-19.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Celebramos, no dia 4 de julho, a Solenidade de São Pedro e São Paulo, duas colunas fortes da Igreja desde seus primórdios. São duas personalidades completamente diferentes. Pedro era pescador, certamente pouco letrado, homem simples do povo. Paulo era mestre, estudado e acadêmico. Porém, de formas diferentes, ambos manifestavam quatro características importantes.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Com grande alegria, nos reunimos no dia 5 de junho para agradecer a bondade de Deus para com o seu povo, dando-nos mais um Padre, mais um Pastor. Por feliz coincidência, pela segunda vez em poucos dias, refletimos sobre o evangelho de Mateus, em seu capítulo final. Nós o lemos na Solenidade da Santíssima Trindade e o retomamos para o dia feliz da Ordenação Presbiteral do Padre Alex Francisco da Silva.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
O 4º Domingo da Páscoa é destacado pela Igreja como solenidade pascal do Bom Pastor. Lemos nesse dia o capítulo décimo do evangelho de São João, que mostra a parábola/comparação que Jesus usou para se apresentar como único e verdadeiro guia, verdadeiro salvador da humanidade e sua relação com os que n’Ele creem. A parábola é extensa e, por isso, é dividida em três partes, cada uma lida em um ano da atual organização litúrgica dominical, que é estruturada nos anos A, B e C. Em 2021, que é o Ano B, lemos a segunda parte (Jo 10, 11-18), em que Jesus se apresenta como o Bom Pastor que dá sua vida pelas suas ovelhas e expressa claramente seu desejo de unidade do rebanho.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email