Encontro entre imagens do Senhor dos Passos e Nossa Senhora emociona fiéis na Catedral

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

A Procissão do Encontro é, sem dúvidas, uma das celebrações mais emocionantes da Semana Santa. Ano após ano, os fiéis têm a oportunidade de presenciar, neste dia, o encontro doloroso entre Maria e seu Filho, Jesus, no caminho do Calvário.

Em 2022, a cerimônia foi ainda mais especial, pois os fiéis conseguiram participar presencialmente deste momento que não acontecia há dois anos. Após a celebração presidida pelo Arcebispo Metropolitano, Dom Gil Antônio Moreira, as imagens de Nossa Senhora das Dores (acompanhada pelas mulheres que estavam presentes) e do Senhor dos Passos (acompanhada pelos homens) seguiram para a frente da Catedral Metropolitana, onde o Padre José Elissandro Santos de Santana, sss proclamou o Sermão do Encontro.

Em entrevista, o Arcebispo falou sobre a celebração, que este ano ainda foi um pouco diferente, devido à pandemia. “Celebramos nesta Terça-feira Santa, mais uma vez, a tradicional Procissão do Encontro: o encontro de Jesus com Maria recordando aquele momento dramático da subida do Calvário. Tradicionalmente celebramos esse encontro para mostrar que nós queremos encontrar Cristo e que Cristo quer nos encontrar, mas queremos encontrá-Lo fiéis como Maria foi, sempre de pé, confiantes e esperançosos, suportando as dores sem perder a paciência e o controle. O mundo de hoje tem muitos conflitos, problemas, guerras, brigas políticas, tantas coisas que são desencontros, e nós queremos reabilitar-nos para encontrar Jesus nos nossos Calvários para que tenhamos forças para vencer as dificuldades e com Ele celebrar a vitória da Ressurreição.”

O Padre José Elissandro, que vive a Semana Santa pela primeira vez em Juiz de Fora, destacou a beleza da celebração do encontro. “Foi um momento de dedicação, de encontro com a Palavra de Deus e com esses sentimentos que nos trazem à memória dessa entrega linda do nosso Senhor por cada um de nós. O encontro com Maria, a mulher das Dores, é também com a humanidade inteira, que sente, que revive, que está junto neste momento que é a via dolorosa do amor de Deus por cada um de nós. Ele que se entregou totalmente por nós e que se doou de modo maravilhoso, nos faz reviver esse momento.” O sacerdote chegou à cidade no início deste ano, a partir da instalação da Congregação dos Padres Sacramentinos no Cenáculo São João Evangelista.

Ao final do sermão, Dom Gil deu a bênção final e os fiéis presentes puderam venerar as imagens de Nossa Senhora e do Senhor dos Passos.

*Fotos e informações: Assessoria de Comunicação – Catedral Metropolitana

Veja Também