outubro de 2022

O Conselho Episcopal da América Latina e Caribe (CELAM) apresenta oficialmente nesta segunda-feira, 31 de outubro, o documento da Assembleia Eclesial “Rumo a uma Igreja sinodal em saída para as periferias – Reflexões e propostas pastorais a partir da Primeira Assembleia Eclesial da América Latina e do Caribe”. O subsídio, que representa o fruto do processo sinodal que a Igreja da América Latina e do Caribe passou, é apresentado em uma coletiva de imprensa na sede da Rádio Vaticano. A publicação reúne as propostas pastorais e as linhas de ação que emergiram da Assembleia Eclesial realizada de 22 a 28 de novembro de 2021 na Cidade do México, com mais de mil participantes na modalidade presencial e remota.
Todos os anos, no dia 2 de novembro, a Igreja faz memória dos Fiéis Defuntos, um dia é celebrar a vida e não a morte. Tempo de comemorar e refletir a fé na ressurreição e a esperança do encontro na morada que Jesus preparou. Além de ser uma oportunidade para agradecer a Deus a existência daqueles que nos precederam. Confira os locais e horários de celebrações do dia.
Há as vítimas de abusos, tráfico ou racismo. Há sacerdotes, ex-sacerdotes e leigos, cristãos e aqueles ‘distantes’ da Igreja, aqueles que querem reformas sobre o sacerdócio e o papel feminino, e aqueles que “não se sentem à vontade para acompanhar os desenvolvimentos litúrgicos do Concílio Vaticano II”. Há aqueles que vivem em países de martírio, aqueles que lidam diariamente com violências e conflitos, aqueles que lutam contra a bruxaria e o tribalismo. Em resumo, há toda a humanidade, com suas feridas e medos, suas imperfeições e instâncias, nas aproximadamente 45 páginas que compõem o Documento para a etapa continental.