Em Novembro, a Jornada de Oração e Missão pela Paz da CNBB é dedicada aos cristãos martirizados

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

A Comissão Episcopal Pastoral para a Ação Missionária e Cooperação Intereclesial da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) e a Fundação Pontifícia Ajuda à Igreja que sofre (ACN) promovem, na terça-feira, 1º de novembro, a Jornada de Oração e Missão pela Paz dedicada aos missionários e as missionárias assassinados em terra de missão em 2022.

O assessor da comissão, padre Daniel Rocchetti, reforça que cooperar na obra missionária vai além de ir e realizar a missão em terras estrangeiras, é também rezar pelos missionários e missionárias que largam tudo para evangelizar e pelos desafios da Igreja missionaria.

“Neste mês de novembro, quando nos recordamos aqueles nossos irmãos e amigos já falecidos – e rezamos por eles – somos também convidados a nos lembrar de tantos missionários e missionarias que, lá no território da Missão, faleceram. E muitos deles, martirizados e, como a obra de misericórdia, rezemos por cada um deles”, ressalta o padre.

O vídeo produzido para essa edição da Jornada de Oração e Missão relembra os muitos missionários mortos que derramaram seu sangue em terras africanas e asiáticas, latino-americanas e até no leste europeu.

“É uma das obras de misericórdia espirituais rezar a Deus pelos vivos e pelos falecidos. Que nossa oração agradecida pela vida de tantos chegue ao coração de Deus. E Ele, em sua misericórdia, faça gerar vida de novos cristãos naquelas terras de missão e, ainda, toque o coração dos muitos perseguidores”.

Nomes de alguns de missionários mortos neste ano de 2022

  • Irmã Luisa del Orto, missionária italiana no Haiti, martirizada no último dia 25 de junho
  • Padre John Mark Cheitnum, raptado junto com outro padre, em 15 de julho, e encontrado morto no dia 19, na Nigéria
  • Irmã Maria de Coppi, outra missionária italiana que, no Moçambique, foi morta na noite do dia seis de setembro deste ano
  • Irmã Marie-Sylvie Kavuke Vakatsuraki, da Congregação das Pequenas Irmãs da Apresentação de Nossa Senhora, religiosa e médica na República Democrática do Congo, que foi encontrada morta junto com seis de seus pacientes no dia 22 de outubro

A lista é ainda maior e contém padres, religiosas, religiosos, cristãos leigos e leigas, jovens, adultos e idosos.

Confira o vídeo:

Fonte: Site da CNBB

Veja Também