Angelus

No Angelus deste domingo, 2 de janeiro, que no Brasil é celebrada a Solenidade da Epifania do Senhor, o Papa Francisco falou sobre a frase de João do Evangelho da Liturgia do II Domingo do Tempo de Natal: “O Verbo se fez carne e habitou entre nós”. (Jo 1, 14). Em seguida aprofundou as duas realidades presentes nesta frase: “o Verbo e a carne”. “Verbo”, disse o Papa, “indica que Jesus é a Palavra eterna do Pai, infinita, que existe desde sempre, antes de todas as coisas criadas; e “carne”, por outro lado, indica precisamente nossa realidade criada, frágil, limitada, mortal”.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Neste 12 de dezembro, festa de Nossa Senhora de Guadalupe, foi rezado o Rosário na Praça São Pedro antes do Angelus, numa iniciativa da Pontifícia Comissão para a América Latina (CAL). Entre os milhares de presentes na praça, se destacavam aqueles com sombreros, além das tantas bandeiras do México
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
No Angelus desta quarta-feira (08), Solenidade da Imaculada Conceição da Bem-Aventurada Virgem Maria, o Papa falou sobre a verdadeira humildade e a santidade na vida diária. Falando sobre o anúncio a Maria, Francisco recordou que o anúncio “aconteceu dentro da casa em Nazaré, onde uma pessoa se revela melhor do que em qualquer outro lugar”.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
O Papa Francisco conduziu a oração do Angelus ao meio-dia deste domingo – o I Domingo do Advento – com os fiéis e peregrinos presentes na Praça São Pedro. Na alocução que precedeu a oração mariana, comentando o Evangelho da liturgia do dia ressaltou-nos que o mesmo nos fala da vinda do Senhor no final dos tempos.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
“Eu sou o pão da vida”: este é o tema aprofundado pelo Papa Francisco no Angelus deste domingo, 8 de agosto na Praça São Pedro. Referindo-se ao Evangelho de hoje, o Papa convidou a refletir sobre o “que significa o pão da vida”, observando que “que têm fome não pedem comida refinada e cara, pede pão. Os desempregados não pedem salários enormes, mas sim o ‘pão’ de um emprego. Jesus se revela como o pão, ou seja, o essencial, o necessário para a vida de cada dia”.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email