Seminaristas participam de retiro espiritual no Ceflã

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Entre os dias 25 de fevereiro e 1º de março, 23 seminaristas da Arquidiocese de Juiz de Fora participaram de um retiro espiritual no Ceflã. O encontro, realizado anualmente, contou com a presença do Reitor do Seminário Santo Antônio, Monsenhor Luiz Carlos de Paula, e dos formadores da casa de formação. O responsável pelas pregações foi o Padre Geraldo Dondici Vieira, que é o Diretor Espiritual Geral do Seminário.

A Missa de abertura, celebrada na noite de sexta-feira (25), foi presidida pelo Arcebispo Metropolitano, Dom Gil Antônio Moreira. Em entrevista, o Pastor explicou que o retiro é realizado no começo do ano para que os seminaristas possam iniciá-lo bem, na presença de Deus. “Eles vão ter muitas atividades no seu campo formativo, seja estudo, trabalho, pastoral, convivência, e tudo isso vai ser muito importante durante o ano. Mas o mais importante é a sua relação com Deus. Por isso, param quatro dias, orientados por um pregador, para exercitarem-se nesta relação íntima, pessoal, profunda com Deus.”

Na ocasião, Dom Gil deu indicações sobre como viver bem o tempo de recolhimento. “Durante estes dias é importante que eles façam um exercício espiritual de profundidade para crescerem na fé, no amor a Deus, e se prepararem para todas as atividades formativas do ano que está começando. Retiro não pode ser considerado apenas um ato regulamentar do seminário, mas cada um deve assumir pessoalmente a condição de fazê-lo bem: significa estar com a alma aberta, com a mente preparada, com disposição para poder estar nesse clima de oração, de espiritualidade.”

Segundo Monsenhor Luiz Carlos, o retiro é muito importante na caminhada vocacional. “É um momento, no início do ano, para que eles possam estar na presença de Deus, rezando, meditando, convivendo e renovando as forças para que a formação possa ter continuidade. É esse afastamento das atividades do dia a dia para rezar, em que é muito importante o silêncio, a escuta, a oração, as celebrações, a abertura para escutar Deus e o esforço em corresponder ao amor de Deus dizendo sempre ‘sim’.”

Para conduzir os momentos de pregação, o Padre Geraldo Dondici utilizou a Carta aos Tessalonicenses, na qual São Paulo faz um retrato de seu caminho espiritual. Segundo o sacerdote, esse é um modelo a ser seguido pelos seminaristas. “Deus está disponível sempre, a cada segundo, mas nós temos que preparar o coração para recebê-Lo fecunda e produtivamente. Então, o retiro é para isto: para darmos tempo a Deus, para entrarmos no tempo de Deus e Ele agir na nossa vida. A pregação é só uma motivação para a pessoa fazer esse caminho; eu sou aqui só um instrumento na mão de Deus, recordando a Santa Palavra, contando com a ação do Espírito Santo e a ajuda de Maria para que este momento, antes de tudo, toque a minha vida e também destes que estão aqui.”

O seminarista Everton Fernandes, do 1º ano de Teologia, caracterizou o encontro de espiritualidade como um tempo de encontro pessoal com Deus. “É um momento muito importante para todo o processo formativo durante este ano, seja ele espiritual, pastoral, nos nossos estudos, na nossa convivência dentro do seminário. É um momento de recolhimento, em que a gente sai da nossa rotina para fazer esta pausa, que é restauradora e que nos motiva na vocação, na fé e no caminho desse chamado que o Senhor faz a nós, seminaristas.” No mesmo sentido, Janderson Araújo Lima, do 4º ano de Filosofia, aponta o retiro como uma oportunidade de amadurecimento da fé. “É um tempo em que o próprio Jesus nos chama ao deserto para nos falar ao coração. Nós, que estamos nos preparando para um dia conduzir um rebanho que o Senhor nos confiará, precisamos estar bem próximos de Jesus para também auxiliar as outras pessoas.”

Além das meditações conduzidas por Padre Dondici, o retiro espiritual anual do Seminário Arquidiocesano Santo Antônio contou com momentos de deserto, oração do Terço, adoração ao Santíssimo Sacramento, Via-Sacra, confissões e Eucaristia. Participaram do encontro os seminaristas da Filosofia e da Teologia; os jovens que frequentam o Propedêutico farão o retiro em outra oportunidade.

Clique aqui e confira mais fotos.

Veja Também