Revisão do Missal Romano é tema de minicurso na Semana Teológica

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Terminou nessa quinta-feira (29) a XXXV Semana Acadêmica de Teologia, promovida pelo curso de Teologia do Centro Universitário UniAcademia, no Seminário Arquidiocesano Santo Antônio. No último dia da programação, o convidado especial foi o Bispo da Campanha (MG), Dom Pedro Cunha Cruz, que abordou o tema “Educação e o novo humanismo integral do Papa Francisco”.

Além dele, os alunos e demais interessados puderam acompanhar o minicurso conduzido pelo Padre Leonardo José de Souza Pinheiro, Assessor da Comissão Episcopal Pastoral para a Liturgia da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB). O sacerdote, que é oriundo do clero juiz-forano, falou sobre “A revisão da terceira edição típica do Missal Romano no Brasil”.

Padre Leonardo comentou a expectativa que envolve a publicação do documento, com o qual está trabalhando desde 2017, auxiliando os bispos da Comissão para a Liturgia. “Eu sublinho e lembro que não se trata de um novo rito que a Igreja terá, não se trata de um enfoque ideológico que vai se ter, como alguns insistem. A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil vem trabalhando num pedido que surgiu desde 2001, quando foi pedida a revisão de todos os livros litúrgicos publicados depois do Concílio Vaticano II. Então, levando em consideração, seja a fidelidade ao texto original latino, seja o cuidado com a nossa Língua Portuguesa, levando em consideração o cuidado para a proclamabilidade do texto, nós temos realizado esse trabalho que tem mãos e a ajuda de muitas pessoas.”  O presbítero ainda falou do significado do Missal para a Igreja. “O Missal é para nós a gramática da oração, é a expressão da vida de oração da Igreja, a lei, a norma da oração. Nele a gente encontra o que é a oração cristã, como fazemos a oração cristã, a quem nos dirigimos na oração cristã, o que pedimos.”

O Arcebispo Metropolitano, Dom Gil Antônio Moreira, acompanhou a palestra e revelou suas impressões. “Essa exposição foi de grande valia, porque nos colocou bem informados a respeito daquilo que a Igreja pretende com as traduções que foram feitas dessa terceira edição típica do Missal Romano. Somos uma Igreja una e assim queremos caminhar.” O Pastor Arquidiocesano também falou a respeito da Semana Teológica, que este ano teve como tópico principal o Pacto Educativo Global proposto pelo Santo Padre. “Nós temos aqui sempre o ideal de estar em sintonia com o coração do Papa Francisco, que é aquele que Deus colocou à frente da Igreja. Nós temos por ele admiração e seu magistério para nós é de grande valia.”

O Reitor do Seminário Arquidiocesano Santo Antônio, Padre Antônio Camilo de Paiva, contou que o Pacto Educativo Global foi detalhado durante a semana de formação. “O Papa fala que a educação passa pela construção de alianças e que todos os atores sociais são educadores. A educação não fica apenas no muro das escolas e das universidades.” Padre Camilo ainda falou sobre o fato de as semanas acadêmicas serem gratuitas, abertas a todos os interessados. “A universidade tem que prestar um serviço social, e a nossa especialidade é o conhecimento. Quando se trata da faculdade de Teologia, significa ajudar as pessoas a olhar o mundo com os óculos de Deus.”

Veja Também