Padres e diáconos participam da última Reunião do Clero de 2022

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Nesta terça-feira, dia de Santa Luzia, dezenas de padres e diáconos da Arquidiocese de Juiz de Fora se reuniram com o Arcebispo Metropolitano no Auditório Mater Ecclesiae, no prédio da Cúria Metropolitana, para a última Reunião do Clero deste ano. O encontro foi marcado pelo caráter festivo de final de ano.

Pela manhã, após o café e a oração inicial, os religiosos participaram um momento de reflexão acerca da espiritualidade do advento, com o Padre Geraldo Dondici Vieira, que recordar a história de Liev Tolstói, “Martin, o sapateiro”. Em entrevista, o sacerdote resumiu a mensagem passada. “Martin é aquele senhor que queria ver Jesus. Jesus falou que viria. Jesus não veio, mas vieram três pobres e ele acolheu os três prontamente. E aí Jesus falou: vim três vezes na sua casa e você me acolheu! Esse é o verdadeiro Natal, acolher os irmãos. Jesus também nasceu pobrezinho e longe de casa, foi forasteiro, refugiado, para nos lembrar de todos esses irmãos que precisam do nosso gesto de amor nesse Natal”.

Na ocasião, ele ainda apresentou uma canção da Ucrânia, recordando que o país segue enfrentando a guerra, “mais uma vez a loucura coração humano [agindo]”, diz ele. Da música mais um ensinamento: “o Natal inclui a Cruz do Senhor e as nossas cruzes para transformá-las em ressurreição e vida”.

Na sequência, pautas formativas foram apresentadas como uma síntese da carta apostólica do Papa Francisco “Desidério Desideravi”, sobre a formação litúrgica e a beleza da liturgia; e a tradicional pauta de prestação de contas e informes do Economato.

“Tivemos muito trabalho essa manhã, sobretudo, preparando agora a grande festa do dia 5 de fevereiro, quando vamos receber o Núncio Apostólico e abrir o Ano Mariano preparatório para o Centenário da nossa Diocese. Tivemos informações várias sobre questões de administração, também sobre catequese, sobre pastoral em geral e novo esquema pastoral, que estabelecemos agora após o Segundo Sínodo”, descreveu Dom Gil Antônio Moreira.

Após as comunicações habituais, padres e diáconos se dirigiram à Capela do Seminário Arquidiocesano Santo Antônio para Missa em Ação de Graças pelos aniversariantes do mês, em especial pelo Jubileu de Prata dos Padres Expedito Lopes de Castro, José Custódio de Oliveira e Ailton José Alvim, e os 58 anos de ordenação presbiteral de Dom Eduardo Benes de Sales Rodrigues. O Arcebispo destacou, durante a homilia, que celebrar datas marcantes é momento de reviver e revitalizar a ordenação, buscar estabelecer novamente aquela intimidade com Jesus.

O Pastor Arquidiocesano também demonstrou sua satisfação com o encontro. “Foi um momento de muita satisfação, muita descontração, muita alegria diante do Senhor, muita piedade, para agradecer as grandes graças para cada um de nós e para a Igreja Particular de Juiz de Fora”.

Encerrando o dia, o clero juiz-forano participou de um almoço. Confira, em nossa galeria, mais fotos destes momentos.

Veja Também