Neossacerdote da Arquidiocese de Vitória celebra primeiras missas em Juiz de Fora

Padre Vitor na Matriz da Paróquia Nossa Senhora do Líbano/ Foto: Facebook da paróquia
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Na última semana, a Arquidiocese de Juiz de Fora recebeu a visita de um neossacerdote do Estado do Espírito Santo: Padre Vitor César Zille Noronha. Ordenado no dia 31 de julho, Padre Vitor realizou a tradição das primeiras missas de modo diferente, celebrando também em Juiz de Fora.

Pertencente ao clero da Arquidiocese de Vitória, Padre Vitor é juiz-forano, criado no bairro Grajaú, na Paróquia Nossa Senhora do Líbano. No entanto, devido a uma transferência de trabalho de seu pai, aos 10 anos, mudou-se para Vila Velha (ES). “Vim para Vitória, cresci, me apaixonei por essa igreja, aqui me ordenei padre, entretanto nunca cortei minhas relações com a Igreja de Juiz de Fora e, por isso, sempre é uma alegria muito grande retornar”, contou ele.

Celebração na Matriz de sua paróquia de origem

Entre os dias 12 e 15 de agosto, ele esteve celebrando no Seminário Santo Antônio, na Catedral e nas comunidades pertencente a sua paróquia de origem. “Tive a oportunidade de celebrar no colégio onde estudei, na casa de repouso que acolhe irmãs idosos e leigos muito idoso. Foi uma experiência linda, principalmente, pelo fato de que pude encontrar a irmã Carmen, que é uma pessoa muito querida de toda a família, que sempre me exortou para bons caminhos. Ela ter participado da Eucaristia que presidi foi um presente muito grande, uma alegria”.

Segundo o sacerdote a experiência foi abençoada e o tocou bastante. Ele destacou o acolhimento e a generosidade das pessoas por onde passou. “Foi um momento de muita graça. O Padre Welington foi absolutamente acolhedor, mas também tantos leigos e leigas…. Quantas palavras de incentivo, de carinho, quantas promessas de oração pelo ministério que recentemente recebi, quanto presentes… foi tudo muito bonito!”

 O Administrador Paroquial da Paróquia Nossa Senhora do Líbano, Welington Nascimento de Souza, foi o responsável pelo convite ao para celebrar em Juiz de Fora. Ele contou o objetivo da ação. “É para integrar a nossa Arquidiocese. Mesmo sendo padre de outro clero, ele é daqui, sua origem é daqui, por isso a gente tá acolhendo o Padre Vitor, com o apoio do Dom Gil e do Monsenhor Luiz Carlos.”

Exemplos e apoio

Padre Vitor contou ainda que durante a infância toda frequentou terço, círculo bíblico, novena realizadas pela paróquia do Grajaú, segundo ele, onde teve sua fé manifestada. Mesmo após sua mudança, nos períodos de férias, por ali estava, pois, seus avós e demais parentes residem na cidade.

Nesta caminhada de igreja na Matriz de Nossa Senhora do Líbano, os padres que ali passaram acabaram se tornando grandes amigos de sua família e sempre o acolheram de modo carinhoso. Dentre eles, destacou os Padres Vicente Zacaron e Welington.

Padres Welington, Vitor Cesar e Zacaron

“O padre Zacaron que foi o padre da minha infância, que me apresentou o sacerdócio. Uma pessoa de fala potente e engraçada. Uma pessoa muito próxima da família, nos deu muito apoio grande meu avô faleceu. Com a chegada do Padre Welington foi uma boa novidade. Do ponto de vista pessoal, me recordo que nas primeiras semanas que ele estava na paróquia, ele foi visitar minha vó, que já idosa e um pouco doente, foi uma experiência muito. Antes de o conhecer já tinha uma ótima perspectiva, por causa desse gesto de amor e cuidado de caridade. Depois isso, sempre me acolheu muito bem”, relatou Padre Vitor.

Padre Vitor já retornou para suas atividades pastorais na Arquidiocese de Vitória.  No entanto, além das lembrancinhas que recebeu, regressa com outros presentes. “Volto com coração cheio de gratidão de alegria por ter tido essa oportunidade de viver essas coisas.”

Veja Também