Dom Gil preside Missa de Natal na Obra dos Pequeninos de Jesus

0

Na manhã da última terça-feira (17), o Arcebispo Metropolitano, Dom Gil Antônio Moreira, presidiu Santa Missa na Fundação Maria Mãe, mantenedora da Obra dos Pequeninos de Jesus. A Eucaristia, concelebrada pelo Diretor Espiritual da instituição, Padre Erelis Camilo Resende de Paiva, marcou a Semana Natalina no local.

Também participaram da Celebração os Diáconos Permanentes que acompanham o dia a dia da obra social: Adelmo Resende de Carvalho, Waldeci Rodrigues da Silva, Antônio Valentino da Silva Neto e José Aparecido Nascimento Rocha – sendo os dois últimos recém-ordenados e apresentados por Dom Gil como reforço no trabalho de evangelização.

“Nós temos muita alegria de celebrar essa missa de Natal com as pessoas em situação de rua, que nós chamamos ‘pequeninos de Jesus’. Nos sentimos muito alegres neste momento, porque Jesus nasceu no meio dos pobres, foi visitado pelos pastores pobres. Então, estar no meio das pessoas que mais necessitam – são os pobres mais pobres da cidade – para nós é uma grande satisfação e um grande ato de espiritualidade, de viver o Natal junto com aqueles que menos têm e que mais sofrem”, afirmou o Arcebispo Metropolitano, que todos os anos preside a Missa de Natal na Fundação.

Após a Eucaristia, foi servido um café da manhã especial aos assistidos, o que vem acontecendo durante toda a Semana Natalina. A programação especial de fim de ano também incluiu um almoço, realizado no sábado (14). Naquele dia, foram servidas quase 300 refeições para assistidos e seus familiares.

A Presidente da instituição, Vanessa Farnezi, fez um balanço positivo do ano que termina. “Foi muito gratificante. Fazendo um balanço de todos que a gente conseguiu realmente ajudar, porque o intuito da Fundação é que eles saiam da condição de moradores de rua e passem a ser trabalhadores, foram 25 pessoas que a gente conseguiu dar essa oportunidade de mudança de vida.”

Segundo Vanessa, essa atuação será reforçada em 2020. “A gente quer dobrar esse número. O objetivo é realmente tirar essas pessoas dessa situação de miséria, de ficar esperando o alimento. A gente quer trabalhar muito essa consciência da pessoa ter a autoestima, de acreditar nela, de conseguir tirar essas marcas tão doídas da vida. É trabalhar efetivamente na mudança de coração, na mudança de vida e na mudança de condição: deixar de ser uma pessoa que recebe para, quem sabe, estar servindo.”

Um dos pontos para que isso se realize são as oportunidades de formação profissional oferecidas pela Obra dos Pequeninos de Jesus. Atualmente, há oficinas de panificação, de auxiliar de cozinha e artesanato, além do cultivo de uma horta próximo à sede. “A Fundação vem se adequando à mudança de política assistencial para fazer uma política mais humanizada. Esses cursos geralmente requerem deslocamento ou grau de instrução. Vendo essa dificuldade de capacitar essas pessoas, a Fundação resolveu trazer as oportunidades para o local que elas convivem”.

Além das oficinas, a Fundação Maria Mãe oferece consultório odontológico, espaço para banho, corte de cabelo, roupas limpas, atendimentos com psicólogo e assistente social, além de café da manhã reforçado. Atualmente, cerca de 140 pessoas em situação de rua são atendidas por dia. A instituição conta com seis funcionários e 52 voluntários, que se revezam no serviço diário.

Convite

Ao final da Celebração Eucarística, Dom Gil convidou os assistidos pela Fundação Maria Mãe a participarem, nesta sexta-feira (20), do Natal Solidário com os moradores de rua promovido pela Comunidade dos Jovens Missionários Continentais (JMC). Às 20h, haverá uma Missa na Rua Mister Moore, no Centro de Juiz de Fora, seguida de doações de chinelos, roupas e produtos de higiene pessoal.

Além disso, o Arcebispo falou do Sínodo dos Pobres, evento previsto para 8 de fevereiro de 2020, a partir das 8h, no prédio da Cúria Metropolitana. Na ocasião, haverá Eucaristia e café da manhã para os presentes.

Conteúdo Relacionado
X