Celebração do Anúncio da Páscoa reúne centenas de fiéis na Catedral

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

No coração de Juiz de Fora, na Catedral Metropolitana, a celebração mais importante da vida dos cristãos aconteceu no Sábado Santo. A solenidade teve início na área da externa na entrada principal da igreja para benção do Fogo Novo e do Círio Pascal. Na sequência da liturgia, a luz de Cristo, representada pelo fogo, foi entregue a cada pessoa presente no templo, iluminando toda a igreja. 

A Eucaristia foi presidida pelo Vigário Geral da Arquidiocese, Monsenhor Luiz Carlos de Paula, e concelebrada pelo Administrador Paroquial da Catedral, Padre José de Anchieta Moura Lima, e pelo Vigário Paroquial, Pe. Danilo Celso de Castro. Também contou com a presença dos diáconos permanentes da Paróquia Santo Antônio.

Na homilia, o Vigário Geral começou expressando sua alegria com a ocasião e recordando que a liturgia da noite celebra o fato mais importante da história da salvação, o mistério mais profundo da fé católica: a ressurreição do Senhor Jesus.; além de ser a liturgia mais solene e rica de todo o ano litúrgico. Em vista disso, ele pontuou os momentos vividos na celebração (liturgia da luz; proclamação do hino da vitória pascal; benção e aspersão da água e memorial da paixão e morte do senhor) discorrendo sobre cada um deles. 

Segundo ele, a ressurreição de Cristo prova que sua doutrina e sua obra são divinas, e, consequentemente, prova a fé católica. Também por isso, ele afirma que a Páscoa não é apenas a comemoração de um fato passado. “Cada festa pascal deve ser um novo apelo de Deus, que nos chama a morrermos com Cristo e nos separarmos do homem velho, do homem do pecado, a fim de nos revestirmos do homem novo e ressurgir para uma vida nova na graça e na santidade. Essa páscoa deve ser vivida a cada dia”, explicou o sacerdote.

Em entrevista, Monsenhor Luiz Carlos ainda comentou sobre a participação dos fiéis na “mãe de todas as vigílias”, depois de dois anos. “Nos alegra o coração é uma emoção ver o retorno das pessoas, e nesta vigília com tanta participação, com tanta alegria, com tanta fé, tanto amor, agradecendo a Deus porque ele nos salvou. Jesus está vivo! Aleluia!”

Nesta Vigília Pascal não foram administrados batismos, mas foi feita a renovação das promessas batismais e as leituras foram reduzidas. Após a comunhão, houve uma breve Adoração ao Santíssimo Sacramento e a celebração foi encerrada com a procissão do Santíssimo no adro da Catedral.

Confira mais fotos desta Eucaristia na seguinte galeria: clique aqui.

Veja Também