Beata Nhá Chica é festejada em comunidades de Juiz de Fora

Foto: Santuário Nhá Chica

A Igreja Católica celebra nessa sexta-feira, 14 de junho, a memória da beata Francisca de Paula de Jesus, popularmente conhecida como Nhá Chica. Nascida em Santo Antônio do Rio das Mortes, distrito de São João del-Rei, mas ainda criança foi morar em Baependi (MG).

Na Arquidiocese de Juiz de Fora, duas comunidades realizam festas para homenagear a mineira que foi a primeira negra e filha de escrava a se tornar beata no país, uma das sete* mulheres brasileiras beatificadas.

Na Área Missionária localizada no Bairro Vila Montanhesa, pertencente à Paróquia Nossa Senhora das Dores, haverá um tríduo entre os dias 11 e 13. Na terça (11) e na quarta-feira (12), as celebrações serão às 19h30 e na quinta-feira (13), às 19h. No dia 14, a Missa em honra a padroeira do local será às 19h30. A Área Missionária fica localizada na Rua Benjamim Elídio de Faria nº 385; bairro Vila Montanhesa.

Na Paróquia Santa Ana, no bairro Vila Ideal, comandada pelo Padre Cássio Barbosa de Castro, grande incentivador da devoção à Nhá Chica, na quinta-feira (13), às 19h, haverá Santa Missa na Igreja Matriz com distribuição da pílula milagrosa. Na sexta-feira (14), pela manhã, o padre estará visitando os enfermos e levando a pílula. À tarde, das 14h às 17h, ocorrerá Veneração das relíquias da na Capela do Santíssimo Sacramento. Finalizando o dia, às 19h, com exibição do documentário sobre a vida e as obras de Nhá Chica na Matriz. A Matriz fica na Rua Afonso Celso, 95 – Bairro Vila Ideal.

 

 *Beatas do Brasil: Beata Albertina Berkenbrock; Beata Benigna Cardoso da Silva; Beata Francisca de Paula de Jesus (conhecida como Nhá Chica – Sul de Minas Gerais); Beata Isabel Cristina Mrad Campos; Beata Lindalva Justo de Oliveira; Beata Bárbara Maix; e Beata Assunta Marcetti.

Veja Também