programação

Entre os dias 1° e 8 de outubro, a Igreja Católica em todo o país celebra a Semana Nacional da Vida 2022 e o Dia do Nascituro. Uma semana para reforçar a necessidade de defender a vida desde a concepção até o seu fim natural. Neste ano, o tema do Hora da Vida, livro de apoio para a celebração do momento, será “Serviço à vida: caminho de fecundidade”.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
No contexto do Mês Vocacional vivido em agosto pela Igreja no Brasil, celebra-se a Semana Nacional da Família (SNF) a partir deste domingo (14) – Dia dos Pais – até o dia 20 de agosto. O tema deste ano é “O amor familiar: vocação e caminho de santidade”, inspirado no X Encontro Mundial das Famílias realizado em junho passado. Para a celebração da Semana Nacional da Família, diversas paróquias da Arquidiocese de Juiz de Fora organizaram programações especiais variadas.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
A Igreja Católica celebra o dia de Nossa Senhora Rosa Mística na próxima quarta-feira, 13 de julho. Trata-se de uma imagem rica em sua mensagem e simbolismos, expressos através das rosas, das vestes e das cores. Esta denominação mariana, que apareceu pela primeira vez em 1947, em um hospital na Itália, para a enfermeira Pierina Gilli, é homenageada em diversas capelas na Arquidiocese de Juiz de Fora.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
No dia 27 de junho, a Igreja Católica celebra Nossa Senhora do Perpétuo Socorro. A devoção ao ícone é uma das mais conhecidas e veneradas em todos os continentes do mundo. Bastante popular em todo o país, algumas comunidades costumam realizar sua novena perpétua. Confira as programações da Arquidiocese de Juiz de Fora que festejam Nossa Senhora.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Nesta terça-feira (31) tem início a grande festa do padroeiro da Arquidiocese de Juiz de Fora: Santo Antônio. Uma das devoções mais populares da Igreja, os católicos celebram o santo português no dia 13 de junho. A data será especialmente lembrada na Arquidiocese. Além da Catedral Metropolitana e o Seminário Arquidiocesano, também dedicados a Santo Antônio, outras seis paróquias e uma quase-paróquia de nossa Igreja Particular têm o nome do santo casamenteiro. Todos esses locais realizarão programações especiais, confira.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Na próxima terça-feira, dia 31 de maio, a Igreja Católica celebra Nossa Senhora da Visitação. Este título de Maria lembra a passagem em que Nossa Senhora, que já trazia Jesus em seu ventre, visita sua prima Isabel, que, por sua vez, daria à luz a João Batista. A data será lembrada de forma especial em duas comunidades da Arquidiocese de Juiz de Fora que homenageiam Nossa Senhora da Visitação.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
No dia 22 de maio, a Igreja celebra a “Santa dos impossíveis”. Segundo a tradição, Rita de Cássia, padroeira das causas perdidas, teve uma vida marcada por inúmeros atos de bondade e pela fé na recuperação daquelas pessoas com problemas insolúveis. Em diversos lugares da arquidiocese existem igrejas dedicadas a ela. Confira as programações.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
No próximo dia 13 de maio, os católicos celebram Nossa Senhora de Fátima, uma das devoções marianas mais populares do mundo. A veneração centenária a este título de Maria ficou conhecida após as aparições da Mãe de Jesus aos pastorinhos Francisco, Lúcia e Jacinta, na Cova da Iria, em Portugal. Confira as programações da Arquidiocese de Juiz de Fora que homenageiam esse título.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
No próximo sábado, dia 23 de abril, a Igreja Católica faz memória de São Jorge. Ele é considerado padroeiro dos cavaleiros, soldados, escoteiros, esgrimistas e arqueiros. É invocado ainda contra a peste, a lepra e as serpentes venenosas. Na falta de notícias sobre a sua vida, em 1969, a Igreja mudou a sua celebração: de festa litúrgica passou a ser memória facultativa, sem, porém, alterar seu culto.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email