Arcebispo e Vigário Episcopal para Educação rúnem-se pela última vez em 2022 com representantes de escolas católicas

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

No dia 3 de novembro, o Arcebispo de Juiz de Fora, Dom Gil Antônio Moreira, recebeu, no prédio da Cúria Metropolitana, representantes dos colégios católicos presentes na Arquidiocese. Além dos integrantes da Pastoral da Educação, participaram os diretores das instituições de ensino. O Vigário Episcopal para Educação, Comunicação e Cultura, Padre Antônio Camilo de Paiva, também esteve presente.

Além da tradicional confraternização de final de ano, o encontro foi marcado pela avaliação das atividades realizadas em 2022 e pelo estudo do calendário de eventos da Pastoral para o ano que vem. “Essa avaliação é muito importante, porque quem não avalia, não avança. Nós avaliamos a qualidade, o sentido da pastoral, o sentido evangelizador de cada escola católica. Depois, também para programar o próximo ano, estudar datas compatíveis com cada escola, com cada diretor, para que a pastoral possa continuar o seu trabalho e avançar”, pontuou Dom Gil.

O Arcebispo recordou o tempo da pandemia, que foi particularmente desafiador para as escolas. “Nesse tempo de pandemia e pós-pandemia, quantos sacrifícios isso custou para as nossas escolas. Então é o momento de agradecermos a Deus e fazer pedidos a Nosso Senhor para estar nesta área pastoral tão importante no meio social, qual seja a educacional.”

Recordando as atividades realizadas neste ano, Padre Camilo avaliou de forma positiva tudo o que envolveu as instituições católicas de ensino. O Vigário Episcopal ainda revelou o possível retorno dos “Jogos das Escolas Católicas”. “O objetivo aqui é confraternizar e também planejar, de uma maneira mais próxima uns dos outros, o próximo ano. Muitas ideias estão surgindo, sobretudo para fazer com que os alunos possam também conversar. Aliás, isso é muito importante no pontificado do Papa Francisco: a ideia da ponte da cultura e do diálogo é fundamental e repercute aqui na nossa pastoral.”

Durante o ano, além de se envolverem na Via-Sacra Jovem em razão da Campanha da Fraternidade abordar o tema da educação, representantes das escolas católicas de Juiz de Fora participaram de uma manhã de espiritualidade e de uma Missa que também contou com a presença dos familiares de alunos, professores e funcionários.

Clique aqui e confira mais fotos.

Veja Também