Seminaristas Alex e Ronny são admitidos às Ordens Sacras

0

Na manhã da última sexta-feira, 18 de dezembro, os seminaristas Alex Francisco da Silva e Ronny Moreira de Oliveira deram mais um passo rumo à consagração definitiva: durante Santa Missa, na Capela do Seminário Arquidiocesano Santo Antônio, foram admitidos às Ordens Sacras. A Celebração Eucarística foi presidida pelo Arcebispo Metropolitano, Dom Gil Antônio Moreira, que naquele dia comemorava 44 anos de Ordenação Presbiteral.

A Eucaristia foi concelebrada pelo Reitor do Seminário, Monsenhor Luiz Carlos de Paula, pelo Vice-Reitor, Padre Antônio Camilo de Paula, e por outros professores e formadores da instituição. O rito de Admissão destina-se a que o aspirante ao Diaconato ou ao Presbiterado manifeste publicamente a sua vontade de se doar a Deus e à Igreja para exercer a Ordem Sagrada. A Igreja, aceitando esta doação, escolhe-o e chama-o, a fim de se preparar para receber a Sagrada Ordem, passando a ser contado legitimamente entre os candidatos ao Diaconato e ao Presbiterado (cf. Cerimonial dos Bispos, N. 479).

“Esse momento é importante na vida do seminarista, porque depois de ele ter sido formado pelo Seminário, depois de ter tido suas experiências de formação, que duram geralmente sete anos, ele agora se apresenta à Igreja, que livremente os chama, os acolhe, os admite. Nós queremos desejar ao Alex e ao Ronny uma grande bênção, porque são dois candidatos muito dedicados, que nos dão muita esperança; são exemplares como seminaristas e como auxiliares nas pastorais onde atuam”, afirmou Dom Gil.

O Reitor do Seminário Santo Antônio também demonstrou sua alegria com a conclusão da etapa formativa dos dois jovens. “A gente sente que o Seminário cumpriu a missão de formar e de apresentar ao Arcebispo para que recebam a ordenação aqueles que ficaram sob a responsabilidade desta casa de formação”.

Após a Missa, os padres presentes participaram de uma reunião de avaliação do ano no Seminário, que abrigou os seminaristas somente até o mês de março. Dali em diante, por conta da pandemia, os estudantes de Filosofia e Teologia e os jovens do Propedêutico tiveram que dar continuidade à formação de casa, através das plataformas virtuais. “Começamos o acompanhamento à distância, que exige uma atenção redobrada. Mas graças a Deus eles corresponderam, e como temos o curso à distância, isso ajudou muito”, conta Monsenhor Luiz Carlos.

A avaliação deste ano inédito na história da instituição, para Dom Gil, é positiva. “Uma coisa feliz que a gente tem na Arquidiocese de Juiz de Fora é dizer que nenhum seminarista desistiu da formação para o caminho sacerdotal. Estão em casa, perseverantes, firmes neste caminho, o que nos consola e nos ajuda. Confiamos em Deus para que, no próximo ano, a gente possa prosseguir com passos ainda mais definidos na formação dos seminaristas”, finalizou.

Vale lembrar que a Ordenação Diaconal dos seminaristas Alex e Ronny já tem data definida: 31 de janeiro, mesmo dia da abertura do Triênio Preparatório para o Centenário da Diocese de Juiz de Fora.

Conteúdo Relacionado
X