Seminário Arquidiocesano Santo Antônio celebra festa do padroeiro

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Neste domingo, dia 13 de junho, a Arquidiocese de Juiz de Fora esteve em clima de festa para celebrar seu padroeiro. Logo no início da manhã, o Arcebispo Metropolitano, Dom Gil Antônio Moreira, presidiu missa festiva. A celebração, que aconteceu na capela do Seminário Santo Antônio, contou com a participação dos padres formadores, Welington Nascimento de Souza, José Domício Ferreira da Silva e Mons. Luiz Carlos de Paula (Reitor). Eles concelebraram com o pastor diante apenas de seminaristas.

Para o Reitor do Seminário, Monsenhor Luiz Carlos, mesmo com a pandemia não se pode deixar de celebrar alegremente tal grande dia. “É uma homenagem que fazemos ao nosso querido padroeiro que tantos exemplos nos dá. Exemplo de fé, de esperança, de amor a Deus, à Igreja, à Palavra, à Eucaristia, à Virgem Maria e amor à causa da evangelização. Para nós é um dia de intensa alegria, estamos celebrando, olhando para suas virtudes e os grandes exemplos que ele nos oferece. ”

Dom Gil começou a Santa Missa recordando a importância do santo Doutor da Igreja para o seminário, pois é padroeiro do local desde sua fundação, em 1926, além disso pediu sua intercessão. “Ele é inspirador para nossa casa e protetor para nossa vida. Coloquemos em intenção todos os professores formadores, seminaristas e colaboradores. Também pedimos que a semente da Palavra cresça em nosso coração, como cresceu no coração de Santo Antônio.”

Durante a homilia, falou da vida do santo de português e explicou porque ele deve ser imitado, principalmente pelos seminaristas e padres. Já que Santo Antônio foi professor, grande pastor, preocupado com os pobres, foi obediente a Igreja, sempre dava mais de si, além de ter sido grande missionário. “Ele foi um grande estudioso da palavra de Deus, é chamado doutor do evangelho, arca do testamento, porque ele dedicou sua vida ao estudo, depois pregação, depois a missão. Tudo isso é importante para os nossos seminaristas, para todos nós, na preparação de novos padres”.

Em entrevista, Padre Domício, Formador da Comunidade de Teologia, explicou que sempre que se celebra o padroeiro, somos chamados a imitar aquilo que ele foi. “No caso de santo Antônio imitar suas virtudes: sua intimidade com a Palavra de Deus, seu desejo de ser missionário e também sua aproximação dos pobres. (Ele é) Modelo de que nós devemos ser discípulos missionários, fazer tudo que Jesus nos pede. Que possamos colocar nossa vida a serviço do Reino de Deus e da construção da civilização do amor”, pontuou o sacerdote.

Durante a Eucaristia, também foi frisado o pedido de novas vocações, novos operários para a messe. Padre Welington Nascimento Formador do Propedêutico e Ecônomo do Seminário, recordou que a disponibilidade do padroeiro para o chamado do Senhor e expressou a rogou a Deus por aqueles que trilham este caminho de seguimento a Jesus. “Santo Antônio sempre foi um jovem de muita abertura para Deus e sem dúvida fez um grande trabalho missionário. Que os nossos seminaristas também possam ter essa abertura e que toda a nossa Igreja possa ser tão evangelizadora, missionária como foi a vida de Santo Antônio”.

Ao final da Missa Dom Gil abençoou os pães, deu a benção final com a relíquia de Santo Antônio e convidou a todos para o almoço no formato drive-thru.

Veja Também