São Frei Galvão: primeiro santo brasileiro é celebrado pelos fiéis

0

No dia 25 de outubro os fiéis celebram São Frei Galvão. O padroeiro, que é o primeiro santo brasileiro, será homenageado em algumas comunidades da Arquidiocese.

Confira a programação:

Comunidade São Frei Galvão – Pertencente à Paróquia Nossa Senhora Aparecida – bairro Nossa Senhora Aparecida 

*A Igreja Nossa Senhora Aparecida fica na Rua Nossa Senhora Aparecida, 120 – bairro Nossa Senhora Aparecida

Dia 23 de outubro – Quinta-feira

19h – Acolhida da Imagem de São Frei Galvão na Matriz Nossa Senhora Aparecida

Dia 24 de outubro – Sexta-feira

19h – Terço dos Homens na Comunidade São Frei Galvão

Dia 25 de outubro – Sábado

18h – Procissão saindo da Matriz Nossa Senhora Aparecida

*Logo após, missa com bênção e distribuição das pílulas de São Frei Galvão na comunidade.

Paróquia São Jorge (Igreja Melquita) – Santa Helena

*A Igreja Melquita fica na Rua São Sebastião, 1300 – Santa Helena

Durante todo o ano o santo é homenageado. As pílulas de São Frei Galvão são distribuídas nas celebrações de sábado e domingo.

Horário das celebrações:

19h – Sábado

9h e 19h – Domingo

Comunidade São Peregrino e São Frei Galvão – Pertencente à Paróquia São José – Bicas/MG

*A Comunidade São Peregrino e São Frei Galvão fica na Rua José Monteiro de Rezende, 500 – Santa Terezinha

Dia 26 de outubro – Domingo

19h – Missa festiva na capela

*Haverá distribuição das pílulas de São Frei Galvão

Ernida São José e Santa Teresinha – Santos Dumont/MG

*A Ernida São José e Santa Teresinha fica no bairro Ponte Preta

Dia 27 de outubro – Segunda-feira

15h – Missa em louvor a São Frei Galvão e as Servas de Deus e Isabel Cristina e Madre Teresa Margarida (Nossa Mãe)

Conheça São Frei Galvão

Conhecido como “o homem da paz e da caridade”, Antônio de Sant’Anna Galvão, nasceu no dia 10 de Maio de 1739, em Guaratinguetá (SP). O seu ambiente familiar era profundamente religioso. Ele viveu com seus irmãos numa casa grande e rica, pois seus pais tinham prestígio social e influência política. 

Aos 13 anos, mudou-se para a Bahia a fim de estudar no seminário dos padres jesuítas. Em 1760 ingressou no noviciado da Província Franciscana da Imaculada Conceição, no Convento de São Boaventura do Macacu, Capitania do Rio de Janeiro. Foi ordenado sacerdote no dia 11 de julho de 1762 e transferido para o Convento de São Francisco, em São Paulo. Em 1774, fundou o Recolhimento de Nossa Senhora da Conceição da Divina Providência, hoje Mosteiro da Imaculada Conceição da Luz.

Cheio do espírito da caridade, não media sacrifícios para aliviar os sofrimentos alheios. Por isso o povo a ele recorria em suas necessidades. 

Morreu no dia 23 de dezembro de 1822, no Mosteiro da Luz de São Paulo, aos 84 anos de idade. Foi sepultado na Capela-Mor da Igreja do mosteiro, e sua sepultura continua sendo visitada pelos fiéis. O dia 25 de outubro, dia oficial do santo, foi estabelecido pelo Papa João Paulo II, na beatificação de Frei Galvão.

Com a canonização do primeiro santo que nasceu, viveu e morreu no Brasil, o Papa Bento XVI manteve a data de 25 de outubro.

Outras informações:

Comunidade São Frei Galvão – Pertencente à Paróquia Nossa Senhora Aparecida – bairro Nossa Senhora Aparecida – (32) 3237-1125

Paróquia São Jorge (Igreja Melquita) – (32) 3212-7878

Comunidade São Peregrino e São Frei Galvão – Pertencente à Paróquia São José – Bicas/MG – (32) 3271-1240

Ernida São José e Santa Teresinha – Santos Dumont/MG – (32) 3271-1240

Assessoria de Comunicação Arquidiocese de Juiz de Fora: (32) 3229-5450

 

Conteúdo Relacionado
X