São Cosme e São Damião são lembrados em comunidades da Arquidiocese

0

Em setembro, a Igreja Católica celebra São Cosme e São Damião. Os santos, que eram irmãos gêmeos e médicos, são lembrados no dia 26. Nas comunidades da Arquidiocese que os homenageiam, haverá programação em honra.

Confira:

Comunidade São Damião – Santa Cruz (pertencente à Paróquia Nossa Senhora de Fátima – bairro homônimo)

Nesta comunidade, São Damião será homenageado com uma Missa Solene. A celebração será realizada no sábado, dia 26, às 18h.

A Capela São Damião fica localizada no bairro Santa Cruz.

Comunidade São Cosme e São Damião – Quarto Depósito (pertencente à Paróquia São Sebastião – Santos Dumont/MG)

Em Santos Dumont, será realizado tríduo em honra dos dias 23 a 25 de setembro. As celebrações serão realizadas sempre às 19h. No dia dedicado aos padroeiros, 26 de setembro (sábado), haverá procissão às 18h30, saindo da Capela São Jorge, seguindo em direção à Comunidade São Cosme e São Damião. Logo após será celebrada a Santa Missa.

Haverá funcionamento de barraquinhas em todos os dias da festa. A Comunidade São Cosme e São Damião pertence à Paróquia São Sebastião e fica na Rua Carlos Augusto do Nascimento, s/n° – Quarto Depósito.

Capela São Cosme e São Damião – Vila São Damião (pertencente à Paróquia Nossa Senhora da Conceição – Matias Barbosa/MG

Na Capela São Cosme e São Damião de Matias Barbosa haverá também uma programação especial. No dia dedicado aos padroeiros, 26 de setembro (sábado), haverá uma procissão às 19h30, seguida de missa.

A Capela fica localizada na Vila São Damião, área rural de Matias Barbosa.

São Cosme e São Damião
                                                                                                                               *Fonte: Site Canção Nova

Eram irmãos gêmeos, médicos de profissão e santos na vocação da vida. Viveram no Oriente e, desde jovens, eram habilidosos médicos. Com a conversão passaram a ser também missionários, ou seja, aproveitando a ciência com a confiança no poder da oração levavam a muitos a saúde do corpo e da alma.

Viveram na Ásia Menor, até que diante da perseguição de Diocleciano, no ano 300 da era cristã, foram presos, pois eram considerados inimigos dos deuses e acusados de usar feitiçarias e meios diabólicos para disfarçar as curas. Tendo em vista esta acusação, a resposta deles era sempre: “Nós curamos as doenças, em nome de Jesus Cristo e pelo Seu poder!”

Diante da insistência, quanto à adoração aos deuses, responderam: “Teus deuses não têm poder algum, nós adoramos o Criador do céu e da terra!”

Jamais abandonaram a fé e foram decapitados em 303. São considerados os padroeiros dos farmacêuticos, médicos e das faculdades de medicina.

Outras Informações:
Paróquia Nossa Senhora de Fátima – (Santa Cruz): (32) 3223-5755
Paróquia São Sebastião – Santos Dumont/MG: (32) 3251-3450
Paróquia Nossa Senhora da Conceição – Matias Barbosa/MG: (32) 3273-1338
Assessoria de Comunicação Arquidiocese de Juiz de Fora: (32) 3229-5450

Conteúdo Relacionado
X