Província Eclesiástica de Juiz de Fora celebra sua Padroeira, Maria Mãe da Igreja

Neste dia 20 de maio, segunda-feira após o Domingo de Pentecostes, é celebrada a memória da Bem-aventurada Virgem Maria, Mãe da Igreja. A data foi estabelecida pelo Papa Francisco em março de 2018: “Esta celebração ajudará a recordar que a vida cristã, para crescer, deve ser ancorada no mistério da Cruz, na oblação de Cristo no convite eucarístico e na Virgem oferente, Mãe do Redentor e dos redimidos”, diz o Decreto da Congregação para o Culto Divino e a Disciplina dos Sacramentos.

Em janeiro do ano passado, o Santo Padre proclamou Nossa Senhora Mãe da Igreja como Padroeira da Província Eclesiástica de Juiz de Fora, composta pela Arquidiocese de Juiz de Fora e pelas dioceses de Leopoldina e São João del-Rei. Por isso, a data será celebrada de forma muito especial na Catedral Metropolitana.

Às 18h, será inaugurada a placa da Travessa Maria Mãe da Igreja, como passa a se chamar a via que liga as ruas Espírito Santo e Fernando Lobo, passando pela Praça Dom Justino, onde fica a Gruta de Nossa Senhora Aparecida. O nome utilizado até então era “Travessa Catedral”, e a mudança foi aprovada pela Câmara Municipal de Juiz de Fora em janeiro deste ano.

Em seguida, às 19h, o Arcebispo e Metropolita da Província Eclesiástica, Dom Gil Antônio Moreira, presidirá Santa Missa na Catedral. Na ocasião, acontecerá o 1º Encontro Arquidiocesano do Terço das Mulheres, com a presença de grupos de todo o território arquidiocesano.

Veja Também