Projeto “Quero Viver Sim – CODEVIDA JF”

0

*Colaboração: Pe. Frei Flávio Henrique, pmPN

A CODEVIDA (Comissão Arquidiocesana de Defesa da Vida) foi fundada em 7 de outubro de 2009 pelo Arcebispo Metropolitano Dom Gil Antônio Moreira. Sua finalidade principal é a de promover a Vida em todas as suas fases, desde a concepção até a morte natural. A vida é um dom inalienável, não pode ser negociada, vendida, alugada, manipulada nem desrespeitada. Enfim, a vida – como Dom de Deus acima de tudo –, não pode jamais ser objeto de interesses particulares quer de indivíduos quer de coletividades. Se o anseio dessa organização em favor da vida puder caber numa frase, creio que seria esta: “deixa viver”.

Atualmente, compõe o Conselho da CODEVIDA dois padres (Pe. Laureandro – que coordena o grupo – e eu, Pe. Frei Flávio Henrique, pmPN), uma religiosa (Madre Paulina, pmPN), dois médicos (Dr. Ivan Melo e Dr. Daniel Oliveira), uma dentista (Luciana Lobo) e um Advogado (Victor Paschoalim). É aberta à participação de todas as pessoas de fé e boa vontade para com este dever ético e moral pela causa da promoção da vida, especialmente neste ambiente cultural que vai fazendo progredir um panorama social devedor daquilo que São João Paulo II classificou como “cultura de morte”.

Se há um desejo forte e latente dentro de cada ser humano é o desejo de viver. Se perguntarmos a qualquer pessoa, rica ou pobre, iletrada e com pouco conhecimento geral ou bem formada e informada, de qualquer nível social, econômico, espiritual, etc, não importa, se indagarmos a qualquer pessoa se ela deseja viver, a resposta não irá variar nunca, será sempre: “Quero viver sim! ”.

Se todas as pessoas que formam a sociedade humana, apesar dos problemas e dificuldades que enfrentam, “querem viver sim”, então, não faz sentido que permitamos que aqueles que governam a sociedade civil organizada, eleitos para representar o desejo da vida do povo, aprovem leis que atentem contra o direito de viver livre e dignamente.

Muito mais grave é o caso daquelas leis, decretos, portarias e instrumentos de gestão pública que penalizam com a morte os mais indefesos e dependentes como, a título de exemplo: os nascituros (ameaçados constantemente pelo horror do aborto); e as pessoas que enfrentam a luta terminal entre a permanência neste mundo e a passagem para o mundo futuro, aviltadas, na dignidade do sofrimento que padecem, com a truculência da eutanásia.

E se todos nós, queremos viver sim, o que podemos fazer de concreto contra este pavoroso tsunami de uma cultura que deseja nos impor tais terrores da morte?

Pensando nesta pergunta, de forma muito prática e objetiva, com o propósito de manifestar justa e válida indignação (in = dentro; dignar = tornar digno. Indignação = ação que externa a dignidade interna), sem manifestações calorosas que ensejam tumulto e desordem, nasceu o Projeto “Quero viver sim! ”, interligado à campanha “Bandeira branca neles! ”, que foi inspirado pela proposta da CNBB, através da Comissão de Justiça e Paz, com o objetivo de pôr fim à onda de violência social em todas as suas formas.

Sendo assim, a CODEVIDA acolheu o Projeto “Quero viver sim!“,  cujas primeiras iniciativas se dão na esfera das redes sociais com a divulgação de duas ferramentas de grande uso de todos:

  • A página no FACEBOOK: QUERO VIVER SIM – CODEVIDA (clique aqui), através da qual você pode ser a “conexão do bem” com todos seus amigos e parceiros virtuais. Portanto, diante da injustiça das mortes inocentes, não se omita. Manifeste-se com o ‘silêncio’ e a discrição que causam mudanças em Paz! Curta. Compartilhe. Divulgue!
  • O e-mail para contatos: [email protected], através do qual você poderá ajudar a multiplicar ações como a aprovação do PL 6033/2013, que revoga a Lei Cavalo de Tróia (Lei 12.845 de 2013), a qual legalizou o aborto com um texto dissimulado que enganou os próprios congressistas brasileiros e até os grupos defensores da vida;

Se cada bebê ameaçado pelo aborto pudesse falar diria: Quero viver sim!

Seja você também a voz desses bebês, que por esta lei acima, estão condenados à morte!

Não seja cúmplice silencioso da morte de crianças inocentes! Deixa Viver!

Abrace concretamente o Projeto “Quero viver sim! Faça parte da campanha para que os parlamentares revoguem a lei do aborto. Saiba mais detalhes sobre como proceder através do facebook e do e-mail indicados acima.

É impossível olhar a beleza e a inocência do bebê na foto de divulgação e não fazer nada, não é mesmo?! Então, o que você está esperando? “Mãos à obra”: ajude a difundir esta campanha nas redes sociais, que também devem servir para salvar vidas, especialmente as mais indefesas, você não acha?!

Outras informações:

Secretariado da CODEVIDA: (32) 3217-1116 – Madre Paulina, pmPN ([email protected])

Assessoria de Comunicação Arquidiocese de Juiz de Fora: (32) 3229-5450

Conteúdo Relacionado
X