Projeto de parceria entre CNBB e Institutos Federais é lançado em dois regionais: Nordeste 3 E Oeste 2

O projeto “Capacita em Rede” foi lançado recentemente, por meio de lives, em dois regionais da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB): no dia 27 de maio, no Nordeste 3 (Bahia e Sergipe) e, no dia 28, no Oeste 2 (Mato Grosso).  Durante as lives de lançamento, coordenadas pelo professor Roberto Camilo Orfão Moares, coordenador geral do projeto, representantes das organizações parceiras fizeram sua saudação.

O Termo de Adesão” do projeto foi assinado entre CNBB e o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sul de Minas Gerais (IF Sul de Minas), ligado à Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica do Ministério a Educação, assinado no dia 6 de fevereiro, um “Termo de Adesão” para capacitação profissional de mil pessoas em cada um dos 19 regionais da CNBB.

No lançamento no Nordeste 3, o bispo da diocese de Estância (SE) e vice-presidente do regional Nordeste 3, dom José Genivaldo Garcia, participou da live representando o presidente do regional e as 26 dioceses do território. “Nós abraçamos com a alegria o projeto Capacita em Rede e também com fé e esperança”, disse.

Momento histórico para a CNBB

O padre Jean Poul, secretário executivo de Campanhas da CNBB, definiu o lançamento como uma noite histórica para as instituições parceiras do projeto. “Hoje temos a alegria de lançar este projeto no primeiro regional. Se Deus quiser até o fim do ano o projeto estará lançado em todos os regionais”, disse.

Como vai funcionar?

O objetivo do projeto “Capacita em Rede” é ofertar cursos rápidos, de 50 horas presenciais, com várias frentes de atuação, de formação profissional e tecnológica, para a melhoria na qualidade de vida da população e no combate à fome.

A CNBB, seus regionais e as igrejas locais participarão no projeto com a sua capilaridade na mobilização das pessoas, com a identificação das necessidades profissionais locais, com ambiente comunitário/paroquial para a realização dos cursos, com a estrutura de matrículas e os Instituto Federais participam com a contratação dos professores, materiais didáticos e certificação.

A diretora do Instituto Federal Sul de Minas Campus Machado Aline Manke nas lives afirmou que o Capacita em Rede surge como uma proposta inovadora frente à demanda de aprendizagem profissional. “Esses cursos permitem que indivíduos de diversas idades e origens desenvolvam novas competências, ampliem seus horizontes e aumentem a sua possiblidade de progressão profissional. Cada certificado obtido é uma porta que se abre e uma nova possibilidade de realização profissional”, disse.

Fonte: Site da CNBB

Veja Também