Peregrinação à Terra Santa: resumo da primeira semana

0

Há pouco mais de uma semana na Terra Santa os peregrinos de Juiz de Fora já puderam experienciar muitas emoções e sensações, passando pelos locais em que Cristo passou.

Às margens do lago de Genesaré, Dom Gil Antônio Moreira, gravou um vídeo contando um pouco da experiência vivida na peregrinação. No local onde Jesus questionou a Pedro se ele o amava, passagem que o apóstolo diz a frase Scis Amo Te (Senhor, sabes que te amo), lema de seu episcopado, Dom Gil recordou sua caminhada de 20 anos de episcopado.

Missa celebrada no dia 16 de setembro

O pastor contou que já tem celebrado em ação de graças por esses anos de pastoreio, apesar da data oficial ser no próximo dia 16 de outubro.  “Fico feliz e poder servir dentro da minha pequenez, dentro dos meus limites, a Nosso Senhor naquilo que puder. E respondo sempre a Ele: ‘Tu sabes tudo, tu sabes que eu te amo’ ”.

O Padre João Luiz Moreira, irmão do arcebispo, também comentou sobre o tema, “queremos sempre seguir a Deus, seguindo a essa boa experiência e o bom testemunho de Dom Gil. A Ele nós rendemos graças a Deus, que é misericordioso e bondoso. Pedindo que cubra de benção esse servo tão fiel a ele, que verdadeiramente ama a Igreja, como responde no seu lema do episcopado”.

Os padres diocesanos Dione César de Oliveira Goulart e Johnson Ferreira Mury e o arauto Sebastião Alves também estão em peregrinação a Terra Santa e afirmaram estar em oração por toda a Igreja particular de Juiz de Fora.

Segundo relato do Padre Dione, o guia do grupo é cristão e tem bastante conhecimento bíblico. Ele conta com a ajuda de Dom Gil, que é mestre em História da Igreja, tem colaborado contando fatos históricos.

Dom Gil junto com duas senhoras do grupo

O Padre descreveu como tem sido essa oportunidade para ele, “para mim, em particular, tem sido um momento de perguntas, silêncios, novas perguntas, esperando respostas. Tem sido uma peregrinação de silêncio, recolhimento, de reflexão, de escuta e ausculta dos sinais de deus nesta terra tão castigada”.

Um dos propósitos de Dom Gil era que todos rezassem e entregassem ao Senhor a arquidiocese como um todo e o sínodo arquidiocesano, algo que eles têm feito com frequência, segundo os padres que estão na caravana.

Na viagem o grupo tem passado por locais muito importantes para a história da salvação entre eles: onde o anjo Gabriel anunciou a Virgem Maria; local em Nossa Senhora visitou Isabel; Belém – cidade em que Jesus nasceu; estiveram no deserto em que Jesus foi tentado; na casa de Marta, Maria e Lazaro; em Cafarnaum – cidade que viu muitos milagres de Jesus; Mar de Tiberíades – mar da pesca milagrosa, etc.

Para Padre Dione é impossível não ser tocado na Terra Santa. Ele contou que a arquidiocese recebeu duas grandes alegrias em Jerusalém. A primeira foi celebrar a santa Missa dentro do santo Sepulcro, juntamente com os Franciscano com guardam esse terreno santo. “ Foi extraordinário, algo que não é concedido a quase ninguém”, contou o sacerdote. A segunda foi uma audiência privada com o patriarca latino de Israel, o responsável pela arquidiocese católica de Jerusalém.

“O mais importante é a espiritualidade que nos envolve nessa peregrinação, onde o Senhor Jesus passou, viveu e se entregou – morreu por nós para nos salvar. E o mais bonito de tudo, o sepulcro está vazio! Isso é uma alegria muito grande, é a certeza que Jesus Ressuscitou”, descreveu ele.

Na próxima semana os peregrinos seguem para a Europa, onde visitarão lugares de grande importância para a Igreja e para encontrar o Papa Francisco em Audiência Pública.

 

Conteúdo Relacionado
X