PCr Arquidiocesana realiza mais um “Projeto Presos na Missa”

0

Reencontro e emoção marcaram o Projeto Presos na Missa, que aconteceu no último dia 18 de novembro, na Catedral Metropolitana. Cerca de quarenta detentos, dentre eles algumas mulheres, estiveram presentes, juntamente com seus familiares.

A missa foi presidida pelo vigário geral da Arquidiocese, Monsenhor Luiz Carlos de Paula, e concelebrada pelo assessor eclesiástico da Pastoral Carcerária (PCr) Arquidiocesana, Padre Welington Nascimento, e pelo assessor da Pastoral Carcerária da Diocese de Leopoldina, Padre Waltenir de Lima e Silva. A celebração contou, também, com a participação do Diácono Nivaldo Ferreira (assessor eclesiástico da PCr).

Em entrevista, Monsenhor Luiz Carlos falou sobre o II Dia Mundial dos Pobres e sobre o Projeto Presos na Missa. “Temos a alegria de celebrar junto com o Papa Francisco o Dia dos Pobres e aqui na Catedral estamos acolhendo com o coração aberto e cheio de amor os irmãos e irmãs encarcerados que vieram para celebrar conosco, pois Deus nos ama e quer que eles sintam a sua presença em suas vidas. Vamos pedir a Deus que os abençoe para que eles possam retornar ao convívio social”, completa.

De acordo com o assessor eclesiástico da PCr Arquidiocesana, Padre Welington Nascimento, os presos representam as pessoas pobres de liberdade. “Nós, como Pastoral Carcerária e Igreja de Juiz de Fora, queremos acolher os pobres, de maneira especial, nessa celebração, os irmãos presos que estão cumprindo pena no sistema prisional da cidade, e que participam dessa missa trazendo também seus familiares”.

O sacerdote ainda agradeceu aos diretores das unidades prisionais de Juiz de Fora e ao o juiz da Vara de Execuções Penais, Dr. Evaldo Gavazza, que trabalham intensamente pelos irmãos presos. “Pedimos a Deus para que os irmãos presos tenham a sua dignidade respeitada no cumprimento da pena, que significa ressocialização. Isto que pedimos também: presídios melhores para que a pessoa possa voltar para casa ressocializada. O papa pede que a Igreja seja caridosa e a Pastoral Carcerária tem essa atenção”, conclui.

Ao final da celebração foi feito o lançamento da Campanha “Você se cuida?”, que beneficiará as mulheres presas da cidade de Juiz de Fora. O objetivo é arrecadar doações de itens de higiene pessoal, como papel higiênico, sabonete, absorventes, creme dental, lâminas de barbear, entre outros. Essa Campanha é uma parceria da PCr Arquidiocesana com estudantes do curso de Jornalismo da Faculdade Estácio Juiz de Fora.

Logo após a missa, os presos puderam almoçar com suas famílias no salão da Catedral. Todos os agentes da Pastoral Carcerária (PCr) da Arquidiocese de Juiz de Fora presentes também participaram dessa confraternização, juntamente com os agentes penitenciários.

*Fonte: Blog da Pastoral Carcerária

Conteúdo Relacionado
X