Pastoral do Menor Arquidiocesana celebra 45 anos de criação do grupo no Brasil

No último sábado, 27 de agosto, a Igreja do Brasil celebrou o Dia Nacional da Pastoral do Menor, recordando os 45 anos da criação da pastoral e os 16 anos da Páscoa Definitiva de seu fundador, Dom Luciano Mendes de Almeida. Na Arquidiocese de Juiz de Fora, a data foi comemorada com Missa na Igreja Nossa Senhora do Monte Serrat, no Bairro Ponte Preta.

O Assessor da Pastoral do Menor Arquidiocesana, Padre José de Anchieta Moura Lima, presidiu a Eucaristia, que contou com a presença dos agentes de nossa Igreja Particular e de crianças e adolescentes atendidos pela pastoral. “Essa data foi escolhida em assembleia nacional para homenagear Dom Luciano, que nos ensinou a fazer dos prediletos de Deus, os nossos prediletos. Após 45 anos da sua criação, continuamos com essa responsabilidade de termos um olhar diferenciado para as crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade, seja social ou pessoal”, explicou a Coordenadora da Pamen, Alessandra Cristina de Castro.

O Coordenador do Núcleo Dom Luciano Mendes de Almeida, do Bairro Ponte Preta, Cláudio Raul da Silva Santos, falou sobre a Missa festiva ter sido realizada em sua comunidade. “Para mim foi um momento de motivação, de alegria e de transformação na vida das crianças.” Já a educadora Alessandra Aparecida de Oliveira Silva apontou o que significa, para ela, o trabalho socioeducativo que desenvolve. “Além de gratidão, significa tirar as crianças da rua, trazê-las para dentro da Igreja, ensinar a Palavra, dar carinho, dar amor.”

Para o adolescente Carlos Alberto Otenis, de 13 anos, que é beneficiado pelo trabalho da Pastoral do Menor, o projeto aproxima as crianças da Igreja. “E também acaba livrando algumas crianças de algumas coisas que poderiam fazer no futuro, trazendo educação, respeito, amor e ensinando a compartilhar as coisas, tirando o egoísmo e melhorando a vida de todos”, completou.

*Com fotos da Coordenadora da Pamen, Alessandra Cristina de Castro

Veja Também