Papa Francisco envia carta à Arquidiocese de Belém por ocasião do Círio de Nazaré

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

O segundo domingo do mês de outubro, ou seja, dia 11, é uma data especial para o povo paraense. É quando Belém do Pará festeja o Círio de Nazaré. Este ano, a 228ª edição vai ser diferente por cauda das restrições sanitárias impostas pela pandemia da Covid-19.

Segundo a arquidiocese, a festa será sem as procissões e sem a tradicional caminhada dos fiéis pelas ruas históricas de Belém, mas será forte nos corações e lares dos paraenses, e de centenas de milhares de devotos espalhadas pelo mundo.

Diante dessa realidade, o Papa Francisco, por meio da Nunciatura Apostólica no Brasil, enviou uma mensagem a Arquidiocese de Belém do Pará e aos fiéis devotos de Nossa Senhora de Nazaré em todo o Brasil. Na carta, Francisco convida o povo a levantar o “olhar para Maria, a Mãe que Cristo nos deixou” e que rezem pelo fim do sofrimento do mundo e para que todas as famílias mergulhadas no sofrimento possam encontrar o consolo e a paz.

Ao final, o papa concedeu sua Bênção Apostólica e pediu que os fiéis que não deixem de rezar por ele.

O Círio

O Círio é o momento para entender o mistério do “sim” de Maria, um dos eventos fundamentais para a Igreja, que convida multidões à comunhão com Jesus. As manifestações marianas estão espalhadas pelo mundo com o propósito  de anunciar o Evangelho. Entre as manifestações está o Círio, a festa da Rainha da Amazônia, padroeira dos paraenses e rainha da Amazônia, celebrada desde o dia 8 de setembro de 1793. Passando a ser realizado no segundo domingo de outubro a partir de 1901.

Este ano o Círio  será diferente, sem as procissões e os fiéis no caminhar nas ruas históricas de Belém E claro, seguindo todos os protocolos de segurança e, também, possibilitando ao máximo que todos vivam a sua devoção.

Leia aqui mais informações sobre o Círio 2020

Fonte: Site da CNBB

Veja Também