Papa Francisco chega ao Chipre, “uma viagem em que tocaremos nas chagas”

*Reprodução - Vatican News

Teve início nesta quinta-feira (2) a 35ª viagem apostólica ao Chipre e à Grécia. O voo com o Papa Francisco a bordo aterrou no aeroporto de Larnaca, em Chipre. O Santo Padre foi acolhido por um lindo sol, visto que aqui em Roma a chuva não dá trégua, e pelo sorriso de muitos que aguardam suas palavras de encorajamento e consolo. As crianças cantaram com alegria para o Papa a música “Francesco, nós te amamos”.

O Santo Padre agradeceu aos jornalistas que o acompanharam durante a viagem. “Uma viagem bonita e também tocaremos algumas chagas. Espero que possamos acolher todas as mensagens que encontraremos. Muito obrigado por sua companhia.”

No final das boas-vindas oficiais no Aeroporto de Larnaca, Papa Francisco foi de carro à capital Nicósia, onde, na Catedral Maronita de Nossa Senhora das Graças, encontra com o clero e os movimentos eclesiais de Chipre.

Francisco confia viagem à Grécia e Chipre a Virgem Maria

A Sala de Imprensa da Santa Sé informou que na tarde desta quarta-feira, 1° de dezembro, “o Papa Francisco dirigiu-se à Basílica de Santa Maria Maior para rezar diante do ícone da Virgem Salus Populi Romani e confiar-lhe a sua próxima viagem a Chipre e à Grécia. Ao final, voltou para o Vaticano”.

A 35ª Viagem Apostólica de Francisco será concluída na segunda-feira (6). “Uma peregrinação às fontes”, como a definiu em recente mensagem em vídeo aos habitantes dos dois países, “todos, todos – sublinha o Pontífice – não apenas aos católicos”. Para eles, o Papa comunica “a alegria” de visitar estas “magníficas terras, abençoadas pela história, pela cultura e pelo Evangelho”, nos passos de “grandes missionários”, como “os apóstolos Paulo e Barnabé”.

Esta Viagem Apostólica internacional do Pontífice é a terceira em 2021, após a histórica visita ao Iraque em março e a peregrinação a Budapeste e Eslováquia, em setembro passado. Em particular, Francisco será o segundo Papa a visitar Chipre e a Grécia: Bento XVI havia visitado a ilha do Mediterrâneo Oriental em 2010, enquanto São João Paulo II havia feito uma etapa no país helênico em 2001.

*Fonte: Site do Vatican News

Veja Também