Papa aprova eleições de Decano e Vice-Decano do Colégio de Cardeais

0

O Papa Francisco aprovou, no último dia 18 de janeiro, a eleição do Decano do Colégio Cardinalício na pessoa do cardeal Giovanni Battista Re, da Igreja Suburbicária de Sabina-Poggio Mirteto, que também irá assumir o título da Igreja Suburbicária de Ostia. A eleição ocorreu entre os cardeais da Ordem dos Bispos.

Já na sexta-feira (24), o Papa Francisco aprovou igualmente a eleição do Vice-Decano do Colégio Cardinalício na pessoa do cardeal Leonardo Sandri, da Diaconia dos Santos Biagio e Carlo ai Catinari, também prefeito da Congregação para as Igrejas Orientais.

Entenda as funções

O Decano preside o Colégio, mas não tem poderes de governo sobre os outros cardeais, sendo um “primus inter pares”. O Decano convoca o Conclave em caso de Sede vacante e o preside caso tiver menos de 80 anos e, portanto, é incluído na lista de eleitores.

Em dezembro, o Papa havia aceitado a renúncia por motivo de idade do cardeal Angelo Sodano como Decano do Colégio de Cardeais e, com um Motu Proprio específico, estabeleceu que, a partir de agora, essa função terá a duração de cinco anos, eventualmente renovável, e, que no final do mandato, o cardeal que deixa o cargo receberá o título de “Decano emérito”.

*Fonte: Site do Vatican News

Conteúdo Relacionado
X