Pais de alunos, educadores e funcionários das escolas católicas participam de Missa na Catedral

Na tarde do último sábado, 27 de agosto, as famílias dos alunos das escolas católicas de Juiz de Fora reuniram-se em Celebração Eucarística na Catedral Metropolitana. A Missa, presidida pelo Vigário Episcopal para Educação, Comunicação e Cultura, Padre Antônio Camilo de Paiva, e concelebrada pelo Reitor do Colégio dos Jesuítas, Padre Marco Antônio de Oliveira Santos, SJ, também contou com a presença dos educadores e funcionários das instituições de ensino. O Diácono Antônio Valentino serviu ao Altar.

Padre Camilo representou o Arcebispo Metropolitano, Dom Gil Antônio Moreira, que já se encontrava em Aparecida (SP) para a 59ª Assembleia Geral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), mas que assistiu a Eucaristia ao vivo, pela WebTV “A Voz Católica”. O sacerdote, que também é Reitor do Seminário Arquidiocesano Santo Antônio, falou do papel da celebração no calendário da Pastoral da Educação. “É um momento em que nós celebramos a família das famílias, ou seja, a Igreja é uma família de famílias. E no caso, aqui, a família de cada escola, que representa o ideal educativo de cada fundador daquela congregação religiosa.”

Para Daniel Ribeiro, membro da Pastoral da Educação Arquidiocesana e Diretor do Colégio Católico Comunidade Resgate, a Missa é uma oportunidade de oração pelas famílias. “Nós reunimos os educadores, as nossas escolas, chamamos as famílias para que a gente possa rezar pela união das famílias, pela restauração, pela manutenção daquela família que já busca um caminho de Deus. Então é um momento de oração e principalmente de unidade da Igreja, que é um reflexo dessa unidade que a gente busca fazendo a pastoral.”

Padre Camilo ainda ressaltou que a família é a principal educadora, mas que precisa fazer alianças. “Como Deus fez aliança com a humanidade, como Cristo fez a nova e eterna aliança conosco, os pecadores, é preciso que a família também faça alianças: aliança com a escola, aliança com a Igreja, aliança com os diversos atores sociais. É aquele provérbio africano que o Papa cita no Pacto Global de Educação e que a Campanha da Fraternidade deste ano também cita, ‘é preciso uma aldeia para educar uma criança’, porque a vida tem diversas nuances, diversos matizes, e cada pessoa é um educador.”

Além da Missa com as famílias, a Pastoral da Educação Arquidiocesana promove, todos os anos, uma manhã de espiritualidade para os educadores católicos. O grupo, que congrega representantes das instituições de ensino confessionais, ainda se reúne com o Arcebispo a cada dois meses.

Clique aqui e confira mais fotos da celebração de sábado.

Veja Também