Padre Freitas comemora amanhã 60 anos de sacerdócio

0

Amanhã, dia 2 de fevereiro, a Comunidade Redentorista da Glória estará em festa com a celebração dos 60 anos de sacerdócio de Pe. Mário Antônio de Freitas, padre Redentorista. A missa festiva será às 18h30h na Igreja da Glória.

Segundo a Congregação, aos 84 anos, o sacerdote cativa a todos com seu jeito humilde e a presteza. É dedicado a cuidar dos enfermos, trabalhando junto à Liga Católica. Além disso, continua ativo no atendimento de confissões.

Em entrevista ao Novo Tempo (veículo de Comunicação Católico), o missionário contou alegrias e dificuldades vividas ao longo destas seis décadas de anúncio do Evangelho.

– Como é celebrar 60 anos de ordenação presbiteral?

Pe. Freitas – Celebrar 60 anos de vida presbiteral é contemplar o caminho percorrido, tomar fôlego para prosseguir até o cimo do monte, que nunca sabemos se está perto ou longe. Neste tempo, senti a presença paterna de Deus em todo o itinerário, e a voz que ressoava: “Basta-te a minha graça. ” Diante do dom da vocação, resta-me um humilde agradecimento pela dádiva recebida.

– Quais as dificuldades e alegrias deste tempo?

Experimentei muitas alegrias por estar no lugar que Deus me colocou e desfrutar da liberdade interior, sem me preocupar com o resultado de minha atividade. As dificuldades vieram de mim mesmo e não dos outros. Em face às grandes mudanças no mundo, na Igreja também se fez necessária uma constante reformulação de conceitos no modo de olhar o sacerdócio e a vida religiosa consagrada.

– Como é ser um Missionário Redentorista?

O “ser redentorista” foi sempre um grande suporte para o ser sacerdote. A vida fraterna, a partilha, a oração e a acolhida dos confrades, o apoio do povo de Deus por onde eu passei deram-me força para continuar no caminho inicial! Seguir Jesus Cristo, o Redentor, na convivência comunitária e proclamar a Redenção pela palavra e pelo testemunho foi e é a missão redentorista. Na Congregação, todos são iguais: irmãos e padres. O sacerdócio é uma função desempenhada por aqueles que foram chamados a exercê-la. A própria comunidade é missionária.

– Um recado vocacional para os jovens.

A proposta de uma vida consagrada a Deus e a serviço dos irmãos pelo sacerdócio alarga o horizonte humano e não deixa a vida permanecer medíocre, superficial e indefinida. Convido você, jovem, a estar atento à voz de Jesus de Nazaré a sussurrar em seu coração: “Vem e segue-Me”.

A Igreja da Glória fica na Avenida dos Andradas, 855 – Morro da Glória.

 

Fonte: Site Redentoristas – Província do Rio

Conteúdo Relacionado
X