Núncio apostólico preside Missa de sua apresentação em Brasília

Missa de apresentação do Núncio apostólico em Brasília/ Foto: Reprodução CN Brasília
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Nesta quarta-feira, 3, uma missa na Catedral de Brasília marcou a apresentação do novo Núncio Apostólico no Brasil, Dom Giambattista Diquattro. Dom Diquattro foi nomeado pelo Papa Francisco em agosto passado, quando era núncio apostólico na Índia e no Nepal.

O próprio núncio presidiu a Celebração Eucarística, para a qual foram convidados religiosos, novas comunidades, seminaristas, fiéis e o Corpo Diplomático do país.

Homilia

“O coração de Deus está aberto para nós”, lembrou o núncio na homilia. “Deus manifesta sua compaixão por aqueles que o temem, por aqueles que reconhecem sua grandeza e admitem a própria pequenez. Nossa pequenez consiste em sermos feitos de barro, e a Graça consiste em, neste pó que somos nós, Deus ter soprado Seu Espírito.”

O núncio salientou que os fiéis devem viver na graça, pois o nome de Deus está impresso em cada um. Dessa forma, cada um pode se tornar uma bênção onde está. “Nossa vocação é ser uma bênção perene de Deus, uma bênção eterna.”

O bispo afirmou que essa graça é um dom que Deus oferece a seus filhos. Ele orientou que ninguém abandone a identidade de filho de Deus. “Não sejamos seduzidos por identidades que nos aniquilam. Permaneçamos fiéis à imagem que Deus imprimiu em nós.”

Por fim, Dom Giambattista lembrou que a liberdade de Deus liberta a liberdade dos homens. A doação de Deus pela humanidade leva naturalmente seus filhos a viverem por Ele, entregando-Lhe a vida na Igreja.

“Grandioso Deus, abençoai o nosso povo, os brasileiros que se confiam com o coração de filhos à intercessão da Virgem Mãe Aparecida”, pediu o núncio.

Apresentação

Após a homilia, Dom Giambattista Diquattro entregou a carta com a qual o Papa Francisco o apresenta como seu representante junto ao episcopado e à Igreja no Brasil. A correspondência foi entregue ao presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), Dom Walmor Oliveira de Azevedo,

Na entrega, o núncio lembrou o particular momento vivido mundialmente com a pandemia de coronavírus.  “Nesta liturgia, rezamos pelo sufrágio daqueles que partiram em meio a essa tragédia, e pelas famílias que perderam seus entes queridos. Deus venha em socorro de seus filhos, e hoje e sempre nos proteja.”

Acolhimento

Dom Walmor agradeceu a presença dos bispos e padres na celebração, e acolheu o novo Núncio.

“Recebê-lo é uma alegria muito grande, porque na sua pessoa está a pessoa do Papa Francisco, que o envia como servidor nessa nunciatura apostólica de grande importância na historia da Igreja e de todo o Brasil. Ao receber esta carta, quero dizer ao senhor da nossa amizade, respeito e colaboração, e reafirmar o nosso grande compromisso com o Papa Francisco neste momento desafiador.”

O presidente da CNBB reforçou que a Conferência, juntamente com a nunciatura, quer dar respostas novas como Igreja à luz dos valores do Evangelho. E afirmou a importância da fé, do anúncio e da presença solidária da Igreja junto aos pobres e sofredores.

“Nós o acolhemos com muito carinho e muita disponibilidade de trabalharmos juntos pelo povo de Deus”, finalizou.

Fonte: Portal Notícias Canção Nova

Veja Também