Novenário de São João Paulo II é encerrado com presença de Dom Gil

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Na noite da última quinta-feira (21), véspera da festividade de São João Paulo II, o Arcebispo de Juiz de Fora, Dom Gil Antônio Moreira esteve presente na paróquia do bairro Nova Era, presidindo a Missa do último dia da novena do padroeiro.

Dezenas de fiéis estiveram presentes para dar seguimento a preparação para festa do santo. O pároco local, Padre Rafael Neves de Oliveira, contou sua alegria com a festa deste ano. “Este ano com a abertura maior por conta da flexibilidade na pandemia, tivemos uma participação até inesperada. Agradecemos muito. Fizemos uma pré-novena, digamos, com a peregrinação de São João Paulo II em todas as nossas comunidades e nessa caminhada missionária, São João Paulo indo em cada comunidade e elas unindo e interagindo. A novena foi de fato de muito fervor e hoje receber o Arcebispo de fato nos traz muita serenidade muita união para nossa Arquidiocese”.

Para Dom Gil celebrar São João Paulo II é sempre uma satisfação. “Esse querido santo que marcou a história da Igreja durante 27 anos. Com ele eu convivi em Roma, quando estava estudando, e fui por ele nomeado bispo no ano de 1999. Pude acompanhar seus funerais em 2005, recordando a santidade que este homem deixou no mundo. Assisti o povo na praça da Santa Sé gritando ‘Santo Súbito’, ou seja, que seja canonizado imediatamente. São João Paulo II foi enviado por Deus para ser um grande arauto da Palavra de Deus, para anunciar ao mundo as coisas que Deus queria anunciar naquela época. Foi ele que levou a Igreja ao terceiro milênio, por isso a gente tem que agradecer”, relatou o Pastor.

Durante a homilia, Dom Gil falou que conheceu o santo, explicou recebeu o milagre a cura de sua avó por intercessão dele. Também disse, escolheu a data de sua ordenação episcopal no mesmo dia que Joao Paulo II foi nomeado, tamanha a sua devoção.

Após a Missa e novena, ocorreu uma breve adoração, com benção do Santíssimo. O momento foi de oração e ação de graças. “A presença de Deus nos une e reúne e ajuda a rezar”, destacou o Padre Rafael.

O sacerdote ainda lembrou que a paróquia tem muito a agradecer. “Nossa paróquia é relativamente jovem. Nnovas lideranças estão aparecendo e nós louvamos a Deus. Louvamos também por aqueles que ajudaram que colaboraram. Temos muito a agradecer e esperamos que a nossa fé não decepcione. E no ano que vem estaremos mais fortalecidos, mais orantes”, disse em entrevista.

A Paróquia São João Paulo II, a primeira com esse título no Brasil, foi criada há cerca de 10 anos. “ Nós criamos [a paróquia] com licença da Santa Sé, ainda quando ele era beato, mais uma ação dele. Peço a intercessão dele em favor da nossa Arquidiocese e sobre a minha pessoa para que eu possa ser fiel a nosso Senhor, errar menos e acertar mais”, disse Dom Gil.

Veja Também