No Seminário Arquidiocesano, Dom Gil preside quinto dia da novena de Santo Antônio

0

No último sábado (8), o arcebispo metropolitano de Juiz de Fora, Dom Gil Antônio Moreira, presidiu a Celebração Eucarística do quinto dia da novena em homenagem ao padroeiro do Seminário Arquidiocesano Santo Antônio. A missa foi concelebrada pelo reitor da casa de formação, Padre Roberto José da Silva, e pelo formador da Comunidade de Filosofia, Padre Gleydson Pimenta de Faria.

Em entrevista, o pastor revelou que a oração de uma novena é oportunidade de os fiéis mergulharem na celebração da festa que se prepara. “Criar expectativa é algo importante no sentido religioso. Na novena nós vamos como que entrando dentro do tema como a gente entra dentro de um templo, de uma igreja; a gente vai entrando no ambiente da festa, refletindo sobre a palavra de Deus, rezando, recebendo a Sagrada Comunhão, para que possamos celebrá-la com muito mais intensidade espiritual”.

Dom Gil ainda falou sobre a Vigília de Pentecostes, feita a partir da noite de sábado (8), e a Solenidade celebrada no dia seguinte (9). “A Festa de Pentecostes não é fora do Tempo Pascal, como se fosse apenas uma cereja do bolo ou uma fita num presente. Não, é a conclusão de uma caminhada. Todo tempo pascal é do Espírito Santo e Ele vem a nós, Cristo é que nos prometeu. A nós, quem? A Igreja, a comunidade em que a gente vive e a cada uma das pessoas que recebem o Espírito mediante sua fé, sua disposição, o seu amor. É o Espírito Santo nos impele”, finalizou.

A oração da novena foi feita após a homilia do arcebispo metropolitano. De joelhos, os presentes pediram a intercessão do santo padroeiro do Seminário, da Arquidiocese e da cidade de Juiz de Fora. Ao final, Dom Gil deu a bênção com a relíquia de Santo Antônio, que está exposta junto à imagem do santo português, na capela da casa de formação.

A festa continua

No Seminário Arquidiocesano, a novena de Santo Antônio irá até esta quarta-feira, 12 de junho, com missas às 19h30. Neste dia começa a festa social, com funcionamento de barraquinhas e apresentações musicais. No dia 13, haverá, na capela da instituição, duas celebrações em honra ao santo casamenteiro: 15h e 18h. Em ambas, haverá bênção e distribuição dos pães.

Conteúdo Relacionado
X