No Natal, sacerdotes poderão celebrar até quatro Missas

*Celebração Eucarística em igreja na França (CHRISTIAN HARTMANN)
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Mais Missas para favorecer a participação dos fiéis. É o que se lê no decreto publicado nessa quarta-feira, 16 de dezembro, no site da Congregação para o Culto Divino e a Disciplina dos Sacramentos, assinado pelo cardeal prefeito Robert Sarah e pelo secretário, o arcebispo Arthur Roche.

“Dada a situação desencadeada pela propagação mundial da pandemia – lê-se no texto da disposição – em virtude das faculdades atribuídas a esta Congregação pelo Santo Padre Francisco, de bom grado concedemos ao Ordinário local – por motivos da persistência do contágio geral com a chamada Covid-19 – para permitir este ano, durante o período de Natal, celebrar quatro Missas no dia de Natal (25 de dezembro), no dia de Maria Santíssima Mãe de Deus (1° de janeiro) e na Epifania (6 de janeiro), aos sacerdotes residentes em suas dioceses, sempre que o considerarem necessário para o benefício dos fiéis […]”.

De acordo com o Código de Direito Canônico, em caso de escassez de sacerdotes, o bispo “pode permitir que os sacerdotes, por justa causa, celebrem duas vezes ao dia e também, se a necessidade pastoral o exigir, três vezes aos domingos e festas de preceito”.

Três, portanto, é o número máximo. Agora, com este decreto, e somente por ocasião destas festas muito particulares em tempos de pandemia, acrescenta-se para os dias de Natal, do primeiro do ano (festa de Maria Santíssima Mãe de Deus) e da Epifania a possibilidade de celebrar também uma quarta Missa, para multiplicar as possibilidades dos fiéis participarem, sempre em plena conformidade com as normas anticovid.

*Fonte: Site do Vatican News

Veja Também