“No Natal, a palavra aos avós e idosos”, iniciativa do Dicastério para os Leigos

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

O Dicastério para os Leigos, a Família e a Vida lançou, nesta sexta-feira (27), uma iniciativa aos jovens intitulada “Um presente de sabedoria. No Natal, a palavra aos avós e idosos”, recordando as palavras do Papa Francisco para a 32ª Jornada Mundial da Juventude, realizada no Panamá: “Queridos jovens, vocês precisam da sabedoria e da visão dos idosos. […] Eles lhes dirão coisas que apaixonarão a sua mente e comoverão o seu coração”.

“Aproximamo-nos do Natal, Jesus nasce nas nossas famílias. Este ano, no clima particular em que vivemos, pode ser uma oportunidade para os jovens receberem um presente especial”, ressalta a mensagem do organismo vaticano. “Também devido à pandemia, muitos idosos vivem sozinhos”, frisa o Dicastério para os Leigos, a Família e a Vida, convidando os jovens a construírem “laços com cada um deles: será uma forma de descobrir um tesouro!”

Depois do sucesso da campanha “Cada idoso é seu avô”, com a qual o organismo recolheu os abraços virtuais que muitos jovens enviaram aos seus avôs e avós, o Dicastério convida agora os jovens de todo o mundo a dar a palavra aos idosos e receber deles um presente de sabedoria, #aGiftOfWisdom. “Hoje, no difícil clima de um Natal ainda envolvido pela pandemia, propomos aos jovens que publiquem nas redes sociais uma lembrança, um conselho, um presente de sabedoria de um dos idosos com quem estabeleceram vínculo nos últimos meses. Infelizmente, em muitos casos, o encontro só pode ocorrer à distância, de acordo com as normas de saúde em vigor, com vídeo-chamadas, telefonemas e mensagens”, ressalta o organismo vaticano.

Para participar da campanha, basta postar as palavras dos avós e dos idosos nas redes sociais por meio da hashtag #aGiftOfWisdom. As mensagens mais significativas serão divulgadas nas redes sociais do Dicastério para os Leigos, a Família e a Vida. @laityfamilylife.

*Fonte: Site do Vatican News

Veja Também