No dia dos avós, Pastoral da Pessoa Idosa é instalada na Arquidiocese de Juiz de Fora

*Diácono Luiz Antônio (ao centro) lê a provisão de Padre Pitágoras (à direita) como Assessor Eclesiástico da Pastoral
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Na última terça-feira, 26 de julho, a Igreja celebrou a Festa de São Joaquim e Sant’Ana, pais de Nossa Senhora e avós de Jesus. O dia foi marcado por missas especiais em todo o território arquidiocesano, mas na Paróquia Santa Ana do Bairro Vila Ideal, em Juiz de Fora, uma das celebrações foi histórica, porque marcou a instalação da Pastoral da Pessoa Idosa em nossa Igreja Particular.

A iniciativa do Arcebispo Metropolitano, Dom Gil Antônio Moreira, vai ao encontro dos apelos que o Papa Francisco vem fazendo no intuito de destacar o papel das gerações mais velhas. O Santo Padre, que dedicou suas últimas Catequeses de quarta-feira ao tema, instituiu, em 2021, o Dia Mundial dos Avós e dos Idosos. Além disso, o Pastor considerou as indicações do II Sínodo Arquidiocesano. “Já estamos caminhando para o encerramento desse Sínodo e uma das suas aspirações foi justamente a reformulação da pastoral: o incremento daquelas pastorais que já estão vivas e boas, mas também a revalorização daquelas pastorais que por acaso estão dependendo de maior esforço, aquelas que desapareceram ou outras novas que devem surgir”, apontou Dom Gil.

Como Assessor Eclesiástico da nova pastoral, o Arcebispo nomeou o Padre Pitágoras de Paula Bandeira, Pároco da Paróquia Santa Ana. Ele contará com a colaboração do Diácono Luiz Antônio da Cunha, da Paróquia São Mateus, responsável pela coordenação do grupo de oito pessoas. “É uma alegria ter aceitado essa missão, esse convite de Dom Gil. Tenho pessoalmente um carinho muito especial pelos idosos, até porque eles são presença muito viva e importante na Igreja. E é um momento, para mim, de descoberta. É uma pastoral nova, uma proposta do Papa Francisco, então estou me inteirando, estudando e, ao lado do Diácono Luiz Antônio e da equipe que foi constituída, com as orientações de Dom Gil, nós vamos descobrir, conhecer, pouco a pouco visitar as paróquias e implementar essa pastoral na nossa Igreja”, afirmou Padre Pitágoras.

*Reunião com representantes de paróquias de Juiz de Fora definiu coordenação arquidiocesana da Pastoral

O sacerdote também comentou a mensagem do Santo Padre para o 2º Dia Mundial dos Avós e dos Idosos, celebrado no domingo (24), cujo tema foi “Dão fruto mesmo na velhice” (Sl 92, 15). “Uma mensagem tocante do Papa. Muitas vezes temos um preconceito, pensando que os idosos pouco têm a oferecer, e é ao contrário: eles têm muito a oferecer na oração, na experiência, no trabalho e pelas pessoas maravilhosas que são.”

Os principais objetivos da Pastoral da Pessoa Idosa são a assistência espiritual, com a promoção de momentos de oração, encontros, celebrações e outras atividades; assistência social para aqueles que estejam desemparados, doentes ou precisando de algum tipo de encaminhamento; e a indicação de pastorais, grupos e/ou movimentos nos quais os idosos possam colaborar, a fim de que se sintam úteis. O trabalho imediato da coordenação, formada em reunião após a Missa, será o de constituir a pastoral em cada paróquia da Arquidiocese de Juiz de Fora.

Avós de Jesus

*Vitral da Matriz Santa Ana

Dom Gil também apontou a importância da celebração de São Joaquim e Santa Ana. “É um momento em que a Igreja os venera, agradece a Deus pela missão que tiveram e, ao mesmo tempo, é oportunidade de refletir sobre os antepassados. Como o livro do Eclesiástico nos indica, valorizar os antepassados é um ato religioso. Reconhecer, portanto, aqueles que foram antepassados de Jesus na ordem humana e também aqueles que são os nossos antepassados, nossos avós, aqueles que nos precederam na história, é um dever sagrado e uma alegria.”

Clique aqui e confira mais fotos da Celebração.

Veja Também