Missa do Impossível se despede da Paróquia São José

*Foto: Marcelo Ribeiro -Tribuna de Minas
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Na próxima terça-feira, 12 de julho, a Igreja São José, localizada no Bairro Costa Carvalho, em Juiz de Fora, sediará pela última vez a Missa do Impossível. Isso porque a partir do dia 19, o idealizador da celebração, Padre Pierre Maurício de Almeida Cantarino, atuará na Paróquia Santa Rita de Cássia, do Bonfim, que passará a receber a Eucaristia.

“Nesses sete anos e seis meses, o povo desta comunidade aprendeu a receber essa multidão e foi bonito, porque foi na casa deles que nós nos aproximamos de Deus”, afirmou Padre Pierre na celebração da última terça-feira (5), já em clima de despedida. O sacerdote demonstrou ao povo presente – e aos que acompanhavam pelo YouTube – a certeza de que “o Deus que aqui manifestou ser o Deus do impossível, na nossa nova casa nos aguarda para derramar sobre nós muito mais graças e bênçãos”.

Como de costume, a última Missa do Impossível na Igreja São José acontecerá às 19h30. Neste mesmo horário, uma semana depois, será a primeira Missa na Igreja Santa Rita de Cássia. A celebração, presidida pelo Arcebispo Metropolitano, Dom Gil Antônio Moreira, ainda marcará a posse de Padre Pierre como Pároco.

A Igreja São José fica na Av. Sete de Setembro, 288 – Costa Carvalho. Já a Matriz Santa Rita de Cássia fica localizada na Rua Barão do Retiro, 288 – Bonfim.

Missa do Impossível

Declarada Patrimônio Cultural de Natureza Imaterial do Município de Juiz de Fora em maio deste ano, a Missa do Impossível começou a ser realizada em 2014 nas noites de terça-feira, na Igreja São José. Em 2019, a última celebração do ano chegou a reunir 30 mil pessoas no campo do Sport.

Além de reunir milhares de pessoas presencialmente no templo da Avenida Sete de Setembro, a celebração é acompanhada, semanalmente, por cerca de quatro mil pessoas através do YouTube.

Veja Também