Mais de 100 pessoas pobres vacinadas no Vaticano

Missionária da Caridade aplica vacina na Sala Paulo VI/ Foto: Vatican Media
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Na tarde desta quarta-feira, 31, na Sala Paulo VI, no Vaticano, foi aplicada a primeira dose da vacina contra a Covid-19 em mais de cem pessoas necessitadas, hóspedes no alojamento das Missionárias da Caridade de São Gregório al Celio e residentes em outras estruturas romanas. A iniciativa, confirmada por um comunicado da Sala de Imprensa da Santa Sé, foi fortemente desejada pelo Papa Francisco, sendo realizada por meio da Esmolaria Apostólica, o braço da caridade do Pontífice.

A responsabilidade de ser vacinado

Francisco tem repetidamente reiterado a importância de que ninguém seja excluído da campanha de vacinação contra o coronavírus, especialmente as camadas mais frágeis da população, os marginalizados, os excluídos e aqueles que vivem nas “periferias” do mundo. Além disso, nas palavras do Papa, vacinar-se “é uma forma de exercer a responsabilidade para com o próximo e o bem-estar coletivo”.

Novos grupos estão previstos até a Páscoa

Em janeiro passado, 25 moradores de rua que vivem nas cercanias da Praça São Pedro já haviam sido vacinados. O objetivo desta fase é vacinar 1200 pessoas até a Páscoa e nos próximos dias estão previstos outros grupos, que serão acompanhados por voluntários da Comunidade de Santo Egídio, da Caritas romana, das Missionárias da Caridade e de outras associações.

Fonte: Site Vatican News

Veja Também