Igreja celebra Festa da Apresentação do Senhor no Templo e Dia Mundial da Vida Consagrada

Quarenta dias depois do Natal, a Igreja Católica celebra, no dia 2 de fevereiro, a Festa da Apresentação do Senhor. A data lembra o cumprimento, por Maria e José, de um preceito hebraico que dizia que, quarenta dias após dar à luz, a mãe deveria passar por um ritual de “purificação” e consagrar o filho primogênito ao Senhor no Templo.

A Igreja também recorda, neste dia, uma antiga devoção em que uma procissão luminosa relembrava o trajeto de Maria ao Templo. Por isso, a celebração de Nossa Senhora das Candeias ou Nossa Senhora da Candelária ou, ainda, Nossa Senhora da Luz. Na liturgia atual, a Eucaristia recorda principalmente a figura de Jesus, mas manteve a tradicional bênção das velas dessa antiga tradição. O rito ainda tem origem nas palavras de Simeão, referindo-se ao Menino: “Luz para iluminar a nações e glória de Israel, teu povo” (Lc 2,32).

Além disso, para recordar os fiéis sobre o valor da vocação dos religiosos e religiosas para a Igreja, em 1997 o Papa João Paulo II associou a celebração do Dia Mundial da Vida Consagrada à Festa da Apresentação do Senhor. Na Arquidiocese de Juiz de Fora, a data será marcada por uma Missa especial na Catedral Metropolitana, que reunirá os consagrados e consagradas presentes em nossa Igreja Particular. A celebração, marcada para as 16h, será presidida pelo Arcebispo Metropolitano, Dom Gil Antônio Moreira.

Veja Também