Homens e mulheres do terço reúnem-se na Fazenda da Esperança de Bom Jardim de Minas (MG)

0

Depois da inauguração da Capela Santo Egídio, no dia 1º de setembro, presidida pelo arcebispo metropolitano de Juiz de Fora, Dom Gil Antônio Moreira, a Fazenda da Esperança de Bom Jardim de Minas (MG) sediou, no domingo (18), um encontro do Terço dos Homens e das Mulheres. O evento, considerado o maior já realizado até então no local, contou com a presença de grupos de cidades da Arquidiocese de Juiz de Fora e da região.

Foram várias as vans que saíram de Barra do Piraí, Barra Mansa, Resende, Porto Real, Quatis, Arantina, Santana do Garambéu, Passa Vinte e do Distrito de Taboão levando os participantes do encontro. Moradores de Bom Jardim de Minas também estiveram presentes.

A programação do dia incluiu acolhida, oração do terço, almoço, leilão e missa sertaneja, que encerrou o evento e foi presidida pelo pároco de Passa Vinte, Padre Sérgio Renato. Auxiliaram na celebração o Diácono Sebastião Dimas Alves, de Arantina, e Padre Bruno, sacerdote que auxilia a Fazenda da Esperança local.

Durante a Santa Missa, Padre Sérgio falou sobre a importância do temor a Deus, dos “cristãos água morna” e da fé necessária nos momentos de tempestades. “O cristão tem que ser diferente. É como se Deus nos colocasse em um campo, e nesse campo Ele desse toda liberdade de agir para o bem ou para o mal. Deus não manipula, Ele deixa o homem fazer o que ele quer”. E continuou: “Quem obter a sabedoria de Deus e for uma pessoa sábia no mundo, mesmo passando por muitas atribulações, continua firme e tem a salvação”.

No final da celebração, o responsável pela Fazenda da Esperança de Bom Jardim, José Roberto, deu um comovente testemunho sobre a sua própria vida e o que representa para ele estar à frente de uma instituição que o ajudou a recuperar-se do vício da bebida há mais de vinte anos.

*Colaboração: Joana Souza

Conteúdo Relacionado
X