Fundação Maria Mãe completa 35 anos de trabalho em prol dos mais pobres

DSCN8930
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Na manhã da última terça-feira, 17 de julho, o arcebispo metropolitano, Dom Gil Antônio Moreira, presidiu Santa Missa em ação de graças pelos 35 anos da Fundação Maria Mãe, comemorados no dia anterior. A celebração contou com a presença de funcionários, voluntários e dos assistidos pela instituição, que é a mantenedora da Obra dos Pequeninos de Jesus.

O Padre Erélis Camilo Resende de Paiva concelebrou com o arcebispo e o Diácono Adelmo Resende Carvalho auxiliou na missa. No início da celebração, Dom Gil recordou a memória do Bem-aventurado Inácio de Azevedo e de seus 39 companheiros mártires, assassinados no século XVI, quando vinham para o Brasil, por serem católicos e missionários.

O arcebispo também ressaltou a satisfação em celebrar as mais de três décadas de trabalho de uma instituição voltada para o atendimento aos pobres. “Nós estamos hoje celebrando esta Santa Missa cheios de alegria, sabendo que Nosso Senhor nos dá a força, nos dá a graça para enfrentar tantos problemas, através das mãos benditas de Nossa Senhora. Nós estamos muito felizes de celebrar os 35 anos dessa obra tão benfazeja, que é o braço estendido de Nosso Senhor para o pobre, o pequenino, o sofredor”.

Para Padre Erélis, que é diretor espiritual da Fundação Maria Mãe, uma obra dedicada à Nossa Senhora não tem como dar errado. “Eu creio que quando a gente coloca Maria à frente, ela intercede junto a Jesus por nós, levando a Ele os nossos pedidos. Essa fundação foi criada há 35 anos no Dia de Nossa Senhora do Carmo e essa proteção de Maria ajuda-nos a ter força para, num momento difícil que a fundação vier a passar, confiar que ela vai resolver o problema junto ao seu Filho”.

Segundo a presidente da Fundação, Vanessa Farnezi, a intenção da casa é oferecer amor fraternal, de mãe, e ajudar os atendidos a trilharem caminhos corretos. Ela afirma que as dificuldades em conseguir parcerias é um fator de motivação para voluntários e funcionários. “Nós que realizamos este trabalho vemos que é possível fazer uma mudança na vida de qualquer pessoa, através da doação de tempo, da oração que é feita aqui”.

A Fundação Maria Mãe atende, em média, 160 pessoas em situação de rua por dia. Além de café da manhã, a instituição oferece espaço para banho, corte de cabelo, roupas e atendimentos odontológico, psicológico e de assistência social. Atualmente, seis funcionários e cerca de cinquenta voluntários ajudam no funcionamento da obra.

A fundação vive de doações, em dinheiro e de produtos diversos. Os interessados em contribuir podem entrar em contato através do telefone (32) 3212-5072. O endereço é Rua 31 de Maio, 56 – Ladeira.

Outras informações:
Assessoria de Comunicação Arquidiocese de Juiz de Fora: (32) 3229-5450

Veja Também