Fiéis celebram Santa Teresa D’Ávila

0

No dia 15 de outubro, os católicos celebram Santa Teresa D’Ávila. Na comunidade que recebe o nome da santa, pertencente à Paróquia Nossa Senhora da Conceição (Benfica), já está sendo realizada programação especial.

Desde a última sexta-feira (2), está sendo realizada novena em honra. Os encontros novenários, que vão até o próximo dia 10, acontecem sempre às 19h30.

Nos dias 11, 13 e 14 será realizado tríduo preparatório. No primeiro dia a celebração será às 18h30, e nos demais dias às 19h30. No dia 12, dia de Nossa Senhora Aparecida, haverá oração do terço às 12h.

Para o dia 15, dia dedicado à padroeira, está programada uma missa festiva às 19h30, encerrando as festividades.

A Capela Santa Teresa D’Ávila fica na Rua João Ribeiro de Novais, s/nº – Vila Esperança I.

Santa Teresa D’Ávila

*Com informações do site cancaonova.com

Santa Teresa de Ávila, conhecida como Santa Teresa de Jesus, nasceu em Ávila, na Espanha, em 1515 e foi educada de modo sólido e cristão, tanto assim que, quando criança, se encantou tanto com a leitura da vida dos santos mártires a ponto de ter combinado fugir com o irmão para uma região onde muitos cristãos eram martirizados; mas nada disso aconteceu graças à vigilância dos pais.

Aos vinte anos, ingressou no Carmelo de Ávila, onde viveu um período no relaxamento, pois muito se apegou às criaturas, parentes e conversas destrutivas, assim como conta em seu livro biográfico.

Certo dia, foi tocada pelo olhar da imagem de um Cristo sofredor, assumiu a partir dessa experiência a sua conversão e voltou ao fervor da espiritualidade carmelita, a ponto de criar uma espiritualidade modelo.

Santa Teresa deixou-nos várias obras grandiosas e profundas, principalmente escritas para as suas filhas do Carmelo: “O Caminho da Perfeição”, “Pensamentos sobre o Amor de Deus”, “Castelo Interior”, “A Vida”. Morreu em Alba de Tormes na noite de 15 de outubro de 1582 aos 67 anos, e em 1622 foi proclamada santa. O seu segredo foi o amor. Conseguiu fundar mais de trinta e dois mosteiros, além de recuperar o fervor primitivo de muitas carmelitas, juntamente com São João da Cruz. Teve sofrimentos físicos e morais antes de morrer, até que em 1582 disse uma das últimas palavras: “Senhor, sou filha de vossa Igreja. Como filha da Igreja Católica quero morrer”.

No dia 27 de setembro de 1970 o Papa Paulo VI reconheceu-lhe o título de Doutora da Igreja. Santa Teresa de Ávila é considerada um dos maiores gênios que a humanidade já produziu.

Outras informações:
Paróquia Nossa Senhora da Conceição (Benfica): (32) 3222-1266
Assessoria de Comunicação Arquidiocese de Juiz de Fora: (32) 3229-5450

Conteúdo Relacionado
X