Fase diocesana do Sínodo 2023 é prolongada até agosto de 2022

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

O término da fase diocesana do Sínodo dos Bispos 2023 – aberto pelo Papa Francisco no último dia 10 de outubro – foi prorrogado para 15 de agosto de 2022. Esse será o novo prazo para a apresentação das sínteses realizada pelas Conferências Episcopais, Igrejas Orientais Católicas sui iuris e outros organismos eclesiais.

A decisão foi anunciada pela Secretaria Geral do Sínodo em comunicado divulgado nesta sexta-feira, 29. Atende-se, assim, ao pedido que chegou várias vezes e de várias partes para que o prazo fosse estendido, visando dar maior oportunidade do Povo de Deus de fazer uma autêntica experiência de escuta e diálogo.

O prazo inicial era abril de 2022 e agora haverá mais quatro meses para essa primeira fase. Segundo o comunicado, a decisão foi tomada uma vez que “uma Igreja sinodal é uma Igreja que escuta”, além de levar em consideração a importância desta primeira fase para o caminho sinodal.

“As numerosas comunicações recebidas nestas primeiras semanas de caminho sinodal das Conferências Episcopais, dioceses e eparquias são verdadeiramente uma confirmação encorajadora de quantos na Igreja estão se empenhando em celebrar a primeira fase do processo sinodal – que tem como tema ‘Por uma Igreja sinodal: comunhão, participação e missão’ – constituída pela consulta ao povo de Deus. Por tudo isso, estamos verdadeiramente agradecidos”, acrescenta o comunicado.

Fonte: Site da CNBB

Veja Também