Encarcerados se preparam para o Natal em celebração promovida pela Pastoral Carcerária

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

A Pastoral Carcerária (PCr) da Arquidiocese de Juiz de Fora encerrou as atividades deste ano com uma celebração Eucarstica junto aos encarcerados da Penitenciária José Edson Cavalieri, no Bairro Linhares, em Juiz de Fora. A Missa, que aconteceu no próprio presídio, foi presidida pelo Arcebispo Metropolitano, Dom Gil Antônio Moreira, concelebrada pelo Assessor Eclesiástico da PCr, Padre Welington Nascimento de Souza e contou com o auxílio do Diácono José Aparecido N. Rocha. 

O momento, em preparação para o Natal, é realizado todos os anos. Desta vez, na última segunda-feira (19), cerca de 30 pessoas, entre homens e mulheres,  incluindo funcionários do local, participaram da Eucaristia. 

“É um momento de encontrarmos com eles e com suas famílias através deles. Elevamos a Deus nossa gratidão de podermos vivenciar nosso natal em fraternidade e proximidade com esses irmãos que sofrem privados de liberdade”, comentou Dom Gil. 

Durante a celebração o Pastor Arquidiocesano incentivou a todos a se prepararem para o tempo do natal e confiarem no Senhor. “Jesus é nosso grande libertador, vem libertar-nos dos nossos pecados e nossos males, e nos ajuda a viver sempre em paz com todos”, disse ele. 

Segundo Padre Welington Nascimento, o ano foi marcado pelo retorno das atividades pastorais, com o apoio do Regional Leste 2 e da PCr Nacional, sempre em comunhão, o trabalho seguiu firme.  “Temos muito a agradecer a Deus pelo trabalho que a pastoral pôde realizar ao longo deste ano na nossa arquidiocese. Encerramos nossas atividades, hoje, onde a gente deve estar, que é a unidade prisional junto com os irmãos que estão apenados e junto com os policiais penais, que são zeladores daqueles que estão presos”. 

Em entrevista, o Diretor da unidade prisional, Carlos Cunha, falou sobre a relevância de ações como esta. “A celebração é muito importante para o trabalho de ressocialização dos indivíduos privados de liberdade e é muito bom esse contato da sociedade com o sistema prisional. Nós agradecemos por tudo”. 

Ao final, foram entregues pequenos kits de materiais de higiene e o livro da Novena Arquidiocesana do Natal aos encarcerados.

Veja Também