Domingo do Bom Pastor é celebrado por Dom Gil em paróquia de mesmo nome

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

No último domingo (25), o quarto do tempo pascal, o Arcebispo de Juiz de Fora, Dom Gil Antônio Moreira, presidiu a Missa da Festa do Bom Pastor, na paróquia que carrega no nome esse título de Jesus.

Padre João Paulo Dias Teixeira, pároco local, explicou que a data é mais marcante para a paróquia. “É uma grande alegria para nós celebrarmos o Bom Pastor neste ano em que ainda celebramos o Jubileu de 60 anos da nossa paróquia, 60 anos evangelizando vidas. Desejo a vocês que o Bom Pastor, o pastor que leva suas ovelhas a águas tranquilas, oferece sua vida por elas, seja sempre presente em nossa vida, especialmente neste tempo difícil de pandemia”.

Desde o início da celebração, Dom Gil recordou que este é o domingo dedicado as orações pelas vocações sacerdotais e os religiosos. “Jesus constituiu pastores para continuar a sua obra, eles são os ministros ordenados e os religiosos. A igreja escolhe este dia para que a gente possa especialmente rezar por mais operários”, disse ele. Recordando a todos que a messe é grande e poucos são os operários. Dom Gil orientou ainda que devemos pedir novos operários que sejam santos e bons pastores.

Na homilia, o Arcebispo explicou que a Igreja reserva o quarto domingo para meditarmos o Cristo que se apresenta como bom pastor. “Ele não foi, ele é o Bom Pastor. Ele é pastor porque dá a vida. Ele se dá a conhecer. Conhecer, no sentido bíblico, é estar interpenetrado, é um conhecimento pleno. Assim como Deus nos conhece, nós conhecemos a Cristo, porque ele se dá a conhecer”.

Dom Gil, orientou a todos que é preciso amar, para poder conhecer, e destaca a necessidade da unidade. “A unidade é algo muito precioso pra Jesus. Jesus antes de morrer, segundo os evangelhos, pediu três vezes a unidade. Temos que rezar pela unidade dos cristãos”. Ele recordou ainda que o movimento ecumênico tem crescido, algo que é muito bom, porém não é o bastante.

Ao final da celebração, o Arcebispo recebeu uma homenagem por seu pastoreio. “Essa paróquia está completando 60 anos durante este ano e nós estamos celebrando ações de as suas graças neste tempo. Por isso, é para mim uma grande satisfação estar com o povo desta paróquia. Eles estão integrados no Sínodo Arquidiocesano, sempre com muita disposição e alegria”, disse ele, em entrevista.

Além dos agradecimentos, Dom Gil pediu a todos que se preparem para o mês de maio, pois o Papa Francisco convocou toda a Igreja para uma maratona de oração pelo fim da pandemia. A iniciativa consiste na oração do Terço em Santuários de todo o mundo. Nestes locais será conduzida a recitação do Terço todos os dias.

Clique aqui e confira mais fotos da celebração.

Veja Também