Dom Gil recorda 22 anos de sua nomeação episcopal

Nessa quarta-feira, 30 de junho, o Arcebispo Metropolitano de Juiz de Fora, Dom Gil Antônio Moreira, recordou um momento muito especial de sua vida: o dia em que recebeu do então Papa João Paulo II, há 22 anos, o convite para se tornar bispo da Igreja. Na oportunidade, o agora santo nomeou o mineiro de Itapecerica Bispo Auxiliar de São Paulo.

Surpreendido com a notícia, Dom Gil contou, em entrevista, que pediu alguns dias para rezar e consultar seus diretores espirituais e confessores. “Um deles me disse: ‘você nunca negou nada à Igreja, não negue agora’. Foi nesse sentido que eu dei a minha resposta positiva, como uma oferta à Igreja, para servi-la naquilo que estava sendo proposto”, revelou.

O Arcebispo de Juiz de Fora, que também foi Bispo de Jundiaí (SP) entre 2004 e 2009, fez agradecimentos a Deus pela graça do Episcopado. “Foi um grande presente que Nosso Senhor me deu, sem merecimentos da minha parte, mas o faço com muita alegria e só tenho a agradecer a Deus. Nesses 22 anos de nomeação a gente tem muitas coisas a agradecer e muitas coisas a ofertar; sofrimentos, dificuldades, incompreensões são partes da caminhada, mas isso Jesus já havia previsto inclusive para os apóstolos”, afirmou.

Por fim, Dom Gil Antônio Moreira pediu as orações de todos. “Como o Papa Francisco pede todos os dias, eu também quero repetir, pedindo a oração de cada um em minha intenção, para que eu possa ser fiel a Nosso Senhor nesta missão de ser sucessor dos apóstolos e bispo da Igreja.”

A data foi recordada durante a oração das Laudes, na Catedral Metropolitana, na manhã dessa quarta-feira (30). O momento, transmitido ao vivo pela WebTV “A Voz Católica”, contou com a presença de alguns sacerdotes e marcou também a preparação para o Retiro On-line para Presbíteros, evento idealizado por Dom Gil.

Veja Também