Dom Gil preside Missa pela Pátria na Catedral

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Na manhã dessa quarta-feira, dia 7 de setembro, o Arcebispo Metropolitano, Dom Gil Antônio Moreira, presidiu Missa pela Pátria na Catedral de Juiz de Fora. Tradicionalmente realizada no Dia da Independência do Brasil, a celebração recordou especialmente os 200 anos desse fato histórico para o país.

A Eucaristia foi concelebrada pelo Pároco da Catedral, Padre João Paulo Teixeira Dias, pelo Capelão Militar, Padre Tales Tadeu Ananinas, e pelo Capelão aposentado e Pároco da Paróquia Sagrado Coração de Jesus, Padre Renato Alves Rodrigues. O Diácono João Roberto da Silva serviu ao Altar.

Em entrevista, Dom Gil falou sobre o sentimento que os cristãos deveriam trazer naquela ocasião. “Primeiro, agradecer de nossa nação ser uma nação cristã. O Brasil já nasceu cristão, com a missa do Frei Coimbra, com a imagem de Nossa Senhora da Esperança, com a Palavra de Deus, com a Eucaristia. Depois, o encontro da imagem de Nossa Senhora Aparecida, que se torna agora o símbolo da nossa Padroeira nacional. Toda a história do Brasil vem sendo percorrida pelas bênçãos de Deus.”

O Arcebispo apontou ainda o que deve ser melhorado. “Depois, pedir perdão a Deus por tantos problemas que possam ter acontecido na história: paixões políticas, inimizades, violências; isso tudo não agrada a Deus nem ao coração humano. Também precisamos crescer cada vez mais no sentido social, para vencer os desafios da pobreza, da fome e das dificuldades, e proteger a vida contra o aborto e contra qualquer atitude violenta. E que o nosso coração seja sempre aquele que vai na harmonia, na paz, construindo uma nação sempre melhor, mais fraterna, mais justa; como se fosse uma grande família, regida sempre pelo grande chefe que é Deus”, finalizou.

Após a Missa, Dom Gil assistiu, do palanque das autoridades, o desfile cívico-militar que tomou a Avenida Barão do Rio Branco. O Pastor Arquidiocesano comentou o convite que recebeu para participar do momento em lugar de honra. “A Igreja sempre esteve presente na construção deste país, e a nossa presença diante do Desfile Cívico é também um momento de presença da Igreja como aquela que adere, aquela que ajuda, aquela que assiste, aquela que está sempre ao lado daqueles que querem construir uma nação pacífica.”

Clique aqui e confira mais fotos da Missa e da participação de Dom Gil no desfile cívico-militar.

Veja Também