Diáconos permanentes comemoram aniversário de ordenação

10394503 641304772628684 118762352632553840 n
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Na última quinta-feira (29), os diáconos permanentes da Arquidiocese de Juiz de Fora celebraram, juntamente com seus familiares, párocos e a comunidade da Paróquia Nossa Senhora de Lourdes (Francisco Bernardino), mais um ano de ordenação. Os diáconos são divididos em duas turmas, uma completando nove anos de ordenação e a outra, três anos.

Dom Gil, que presidiu a celebração, refletiu que o trabalho do diácono é muito importante para a Igreja “É preciso sempre ter colaboradores para os bispos e presbíteros. Os diáconos se encarregam sobretudo da parte da caridade, mas também na liturgia e nas celebrações”, afirmou.

Monsenhor Luiz Carlos, diretor da escola diaconal, falou um pouco de como um diácono é formado. “Os candidatos ao diaconato primeiramente são indicados pelas paróquias, uma vez indicados participam de uma seleção para depois passarem pelo período propedêutico (uma preparação durante seis meses em que eles estudam, participam de encontros preparatórios). Após esse período os aprovados no propedêutico vão para a escola diaconal, na qual eles estudam durante três anos. Após esse curso eles são ordenados diáconos”.

O diácono Ruy Figueiredo Neves, que foi ordenado na primeira turma de diáconos, em 2005, afirmou que sempre sentiu o chamado para servir à Igreja. “Eu fui escolhido, pois a Igreja é que convoca e o bispo é quem chama”.

Outras Informações:

Assessoria de Comunicação Arquidiocese Juiz de Fora – (32) 3229-5450

 

Veja Também