Diácono Marcus Vinícius é ordenado Presbítero em Óbidos (PA)

*Marcus Vinícius no dia de sua Ordenação Diaconal, em 7 de novembro de 2020
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

A próxima sexta-feira, 16 de julho, Dia de Nossa Senhora do Carmo, será marcada pela Ordenação Presbiteral do Diácono Transitório Marcus Vinicius Fernandes da Silva. O jovem, oriundo da Diocese de Óbidos (PA), passou cerca de quatro anos na Arquidiocese de Juiz de Fora para cursar Teologia.

A Ordenação será realizada na Catedral Sant’Ana, na cidade de Óbidos, a partir das 19h30, com transmissão ao vivo pelas páginas no Facebook daquela Igreja Particular e da Amazoon Notícia. A cerimônia, que estará dentro do contexto da festa da padroeira local, contará com a presença dos padres Alex Francisco da Silva e Ronny Moreira de Oliveira. Os neossacerdotes juiz-foranos completaram a trajetória vocacional seminarística junto com Marcus Vinicius. Também estarão presentes o Padre Rodney Henriques e o seminarista Rafael Nascimento.

O Diácono Transitório resume com a palavra “gratidão” o tempo que passou em terras mineiras. “Tenho um carinho imenso pela Arquidiocese de Juiz de Fora. Foi aí que eu concluí esses últimos anos de estudo e de preparação rumo à Ordenação Presbiteral. Sou imensamente grato a Dom Gil por ter aberto as portas da sua Igreja, aos amigos seminaristas e a todas as comunidades por onde passei pelo carinho, pelo acolhimento e por me ensinarem um pouco daquilo que é ser padre”, afirmou em entrevista. “Esse intercâmbio é muito interessante e muito enriquecedor. A troca de contexto, de mentalidade pastoral”, completou.

Outro termo que está muito presente na trajetória vocacional do jovem obidense é “acolhimento”. Isso porque, antes de vir para Juiz de Fora, ele passou dois anos (2015 e 2016) na Diocese de Würzburg, na Alemanha, e outros três em Santarém (PA), onde cursou Filosofia no Seminário São Pio X. “O que me marcou nesse caminho foi de ser muito acolhido e de sempre ser o estrangeiro. A formação ser em terras, em contextos diferentes, foi uma experiência muito marcante; me senti como o povo de Israel, peregrinando para um lado, peregrinando para o outro, mas sempre muito bem acolhido por onde passei. Com a graça de Deus, tive grandes experiências, grandes amizades.”

Os preparativos para o grande dia, segundo Diácono Marcus, começou em retiro espiritual, feito na cidade de Juruti (PA). “Por ser um momento mais que decisivo, a preparação para essa ordenação é muito mais do que as questões exteriores necessárias, como a liturgia, música, organização do ambiente. A principal preparação para esse momento de entrega a Deus é a interna, do coração”, apontou.

O lema escolhido para inspirar seu sacerdócio foi “A ti, meu Deus, elevo meu coração”, trecho de uma conhecida canção. “Essa música sempre me acompanhou no tempo de Seminário. Ela é uma forma também de nos levar a Deus, de nos levar à intimidade com Ele. Eu considero o coração como a fonte dos nossos sentimentos e pensamentos, onde tudo do nosso ser passa; por isso, elevar o coração a Deus significa pertença e também ajudar as outras pessoas a elevar seus corações a Ele, a buscar Sua presença e com Ele ter intimidade”, finalizou.

A primeira Missa presidida por Padre Marcus Vinícius será no dia 17 de julho, às 8h30, na Comunidade Nossa Senhora de Fátima, em Óbidos, onde deu os primeiros passos de sua caminhada vocacional.

Veja Também