Dia Nacional do Terço dos Homens é celebrado pela primeira vez em 8 de setembro

*Imagem: Freepik

Na próxima sexta-feira, 8 de setembro, quando a Igreja recorda a Festa da Natividade de Nossa Senhora, será celebrado, pela primeira vez, o Dia Nacional do Terço dos Homens. A data foi sancionada no dia 26 de abril deste ano, através da Lei 14.558, passando a fazer parte do calendário do país.

Por ocasião da data, o Arcebispo Metropolitano de Juiz de Fora, Dom Gil Antônio Moreira, que é o Bispo Referencial da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) para o Terço dos Homens, enviou uma mensagem de incentivo aos grupos espalhados por todo o território nacional. “Continuemos a rezar o terço, pois o terço é uma das devoções mais belas da Igreja, praticadas pelo povo, por padres, por bispos, pelos papas, seminaristas, religiosos, religiosas; é toda a Igreja que reza o terço! Há mais de 800 anos, o terço vem sendo uma oração popular, fácil e, ao mesmo tempo, profunda, de meditação da vida de Cristo. E nós fazemos isto sempre certos de que estamos vendo a Cristo com o olhar de Maria”, afirmou.

Dom Gil ainda pediu aos homens do terço que auxiliem as comunidades onde o movimento ainda não existe. “Não há necessidade de licença, de estatuto, de papéis para fundar grupos. O terço é da Igreja, não pertence a este ou aquele. Portanto, qualquer pessoa que tenha fé em Deus e Nossa Senhora pode iniciar um novo grupo. Propaguemos a oração do terço. É um meio eficaz de convivência com Jesus, de aprendizado da vida de Cristo, é um momento catequético para a nossa vida”, pontuou.

Atividade especial na Arquidiocese de Juiz de Fora

Para recordar a data, a coordenação arquidiocesana do Terço dos Homens realiza nesta quinta-feira, dia 7 de setembro, um Terço Mariano nas escadarias da Catedral Metropolitana. O momento de oração será iniciado às 15h, e todos os grupos do terço da Igreja Particular de Juiz de Fora são convidados a participar.

Atualmente, o Terço dos Homens está presente em mais de cem comunidades da Arquidiocese. O primeiro grupo surgiu em 2005, justamente na Catedral de Santo Antônio, tendo como padroeiro São João Paulo II.

No site dedicado ao movimento arquidiocesano, está destacada a sua missão. “Resgatar para o seio da Igreja de Cristo homens de todas as idades, pois a presença masculina na Igreja é imprescindível para a formação da família e de uma sociedade cristã. O Terço dos Homens é exemplo de fé e oração”, diz um trecho do texto. No endereço eletrônico, atualizado recentemente, também há uma lista das paróquias onde há grupos de Terço dos Homens, notícias e links para alimentar a fé dos integrantes do movimento.

Veja Também