Dia Mundial da Vida Consagrada é celebrado na Arquidiocese de Juiz de Fora

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Neste domingo, 2 de fevereiro, a Igreja celebra a Festa da Apresentação do Senhor. A data faz referência à cena bíblica na qual, quarenta dias após o Seu nascimento, Jesus foi levado ao Templo para se cumprir a lei a respeito dos primogênitos e da purificação da mãe. O evangelho do dia narra também o encontro da Sagrada Família com Ana e Simeão, a quem o Espírito Santo havia prometido que não morreria antes de ver o Salvador do mundo.

Durante as Missas, os fiéis recordam uma antiga devoção em que uma procissão luminosa relembrava o trajeto de Maria ao templo: por isso, a celebração de Nossa Senhora das Candeias ou Nossa Senhora da Candelária ou ainda Nossa Senhora da Luz neste dia. Na liturgia atual, a atenção se volta principalmente para a figura de Jesus, mas foi mantida a tradicional bênção das velas dessa tradição pelo simbolismo que ela carrega.

Neste dia, a Igreja recorda ainda o Dia Mundial da Vida Consagrada. Em 2019, durante Eucaristia na Basílica de São Pedro, Papa Francisco afirmou: “A vida consagrada não é sobrevivência, é vida nova. É encontro vivo com o Senhor no seu povo. É chamado à obediência fiel de cada dia e às surpresas inéditas do Espírito. É visão daquilo que importa abraçar para ter a alegria: Jesus.”

E completou, dizendo que a vida consagrada “é olhar que vê Deus presente no mundo, embora a muitos passe despercebido; é voz que diz: ‘Deus basta, o resto passa’; é louvor que brota apesar de tudo”.

Na Arquidiocese de Juiz de Fora

Para recordar o XXIV Dia Mundial da Vida Consagrada, o Arcebispo Metropolitano, Dom Gil Antônio Moreira, presidirá Solene Eucaristia no Mosteiro da Santa Cruz, às 10h. A celebração contará com a participação de religiosos e religiosas e de integrantes de Novas Comunidades presentes na Igreja Particular de Juiz de Fora.

A iniciativa foi do Coordenador do Núcleo da Conferência dos Religiosos do Brasil (CRB) na Arquidiocese, Frei Carlos Roberto de Oliveira Charles, OFMConv. “O sentido é duplo: agradecer a Deus pelo dom do chamado à Vida Consagrada na diversidade dos carismas e, ao mesmo tempo, marcar um tempo de reaproximação dos mesmos carismas através de frequentes encontros dos Consagrados numa agenda comum e sinodal. Assim, a presença de Dom Gil, como pastor, ponto de unidade e comunhão, é sempre sinal da ação do Espírito Santo que congrega, santifica e envia em missão”, afirmou o religioso.

Atualmente, dez congregações religiosas masculinas estão presentes no território da Arquidiocese de Juiz de Fora, enquanto são 14 as vocações femininas. Ainda há 11 novas comunidades no território arquidiocesano.

O Mosteiro da Santa Cruz fica na Rua Professor Coelho e Souza, 95 – Bairro Paineiras.

*Com informações de ACI Digital e Vatican News

Veja Também

Contatos

Fale com a Arquidiocese

Cúria Metropolitana de Juiz de Fora

Tel: (32) 3229-5450

E-mail

Endereço

Av. Barão do Rio Branco, 4516
Alto dos Passos, Juiz de Fora – MG
CEP: 36026-500

Atendimento

Assessoria de Comunicação

8h às 17h

Arquivo Arquidiocesano

Atend. Interno – 8h30 às 16h30
Atend. Externo – 13h30 às 16h30

Folha Missionária

8h às 13h

Jurídico

8h ‪às 12h‬ e de 13h ‪às 17h

Tesouraria

8h às 11h30 e de 13h às 16h

Tribunal Eclesiástico

13h às 17h

Cadastre-se aqui para receber novidades e atualizações da Arquidiocese

© Copyright Arquidiocese de Juiz de Fora. Feito com por